Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\ervas e doencas\aborto_arquivos\image001.jpg

Voltar a pagina inicial

Cardite - doença coronariana 

Fone 43 3325 5103

 

 

Problemas Cardíacos

Postado por PortalNatural.com.br em 16 de junho de 2009

Descrição: problemasCardiacos

INTRODUÇÃO

A doença de coração é o assassino número um em nações civilizadas.

São tantos aspectos que estão relacionados com esta situação, que parece bem combiná-los todos em um artigo, em vez de dividi-los em vários.

Parte da confusão é por que tudo é muito interligado: dieta, hipertensão arterial, aterosclerose, angina e e outras alterações degenerativas do coração.

SINTOMAS DE ATAQUES CARDÍACOS

Sinais de um ataque cardíaco podem incluir náuseas, suores, falta de ar, tonturas, desmaios, sentimento de ansiedade, dificuldade em engolir, vômito, zumbido súbito nos ouvidos, perda da voz.

No ataque cardíaco (angina), a pessoa pode sentir uma intensa pressão para o coração. Uma forte dor é produzida, que pode durar vários minutos, muitas vezes estendendo-se para o ombro, braço, pescoço ou maxilar.

Pode ser, entretanto, um pequeno ataque, produzindo relativamente pouco desconforto. Às vezes é confundido com indigestão. Às vezes não há sintomas, sendo considerado um “ataque cardíaco silencioso”.

Uma angina revela-se como dores recorrentes abaixo do esterno, e duram entre 30 a 60 segundos.

SINTOMAS DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Falta de ar, má coloração, cansaço, acúmulo de fluidos especialmente ao redor dos tornozelos (edema).

ATAQUE CARDÍACO

O que é um ataque cardíaco? O que leva até ele?

No sistema cardiovascular existe o coração, uma bomba de sangue. O sangue é enviado através de artérias e veias para todo o corpo.

Doença cardiovascular é o nome dado aos vários problemas que podem fazer com que o coração pare e cause a morte.

1 – A doença coronária é um tipo de doença cardiovascular. As artérias que alimentam o músculo cardíaco propriamente dito são as artérias coronárias. Mas se estas artérias tornam-se reduzidas, não será possível fornecer ao coração suficiente oxigênio e nutrientes, e o dióxido de carbono e os resíduos não serão devidamente transportados para fora. Esta privação de oxigênio provoca uma apertada e forte dor no peito, geralmente após algum esforço ou após uma refeição. Existe uma acentuada dor debilitante no centro do peito. É chamado de angina do peito (ou simplesmente angina). A dor geralmente diminui quando a pessoa descansa. Mas é um aviso de eventos vindouros.

A angina pode ser precipitada pelo estresse, esforço, uma grande refeição, muito frio, a emoção ou outros fatores. A esperança média de vida após o primeiro aparecimento de angina de peito é de 5 a 7 anos.

2 – Se o fluxo sangüíneo através das coronárias torna-se totalmente bloqueado ou limitado o suficiente para que ele não atinja parte do coração, um ataque cardíaco ou infarto do miocárdio ocorre em seguida. Isto refere-se à formação de infartos no miocárdio (músculo cardíaco). Um ataque cardíaco não causa sempre morte. Mas, seja leve ou grave, um ataque cardíaco produz sempre alguns danos irreparáveis para o coração.

3 – O problema pode não ser no coração, mas nas artérias que o alimentam. As artérias tornaram-se endurecidas (chamado arteriosclerose) e quando o colesterol ou outras matérias passam através delas, um coágulo ocorre. As paredes endurecidas não ficam flexíveis para deixar passar a bolha. A arteriosclerose é responsável pela maioria das mortes de ataque cardíaco.

4 – Falta de oxigênio e nutrientes também podem causar o espasmo das artérias coronárias, resultando em um ataque do coração.

5 – Depois, há a pressão arterial elevada (hipertensão). Esta é uma outra forma de doença cardiovascular, que também prepara o caminho para um ataque cardíaco. Quando o coração bombeia sangue, este percorre o corpo a uma velocidade bastante rápida. As contrações musculares do coração produzem uma certa quantidade de pressão que produz esta ação de bombeamento por todo o corpo. Mas, às vezes, a pressão fica muito elevada, e isto não é culpa do coração.

Aqui estão algumas das coisas que produzem a pressão arterial elevada:

• Endurecimento das artérias (arteriosclerose) é uma causa primária. Anteriormente, a flexibilidade das paredes manteve a pressão mais baixa.

• Uma segunda principal causa da hipertensão é uma redução no tamanho (dimensão interior) das artérias. Eles ficam parecendo velhos canos de água, com coisas congeladas que se grudaram nos muros. Durante anos, alguns alimentos que foram comidos causaram este problema (carnes gordas, gorduras, gorduras saturadas, óleos vegetais hidrogenados, margarina, manteiga, etc).

• Muito sódio na dieta, por um tempo longo, é outra causa de hipertensão. A solução deveria ter sido a cortar o sódio (sal) dos alimentos.

• Outras causas incluem stress, desequilíbrio das enzimas, certas drogas (incluindo contraceptivos orais) e deficiências nutricionais.

• Existem ainda mais fatores que poderiam estar envolvidos: hipertiroidismo, doenças renais, doenças da hipófise ou supra-renal e hereditariedade.

Infelizmente, não existe nenhuma dor à medida que o endurecimento e a obstrução das artérias (que produzem hipertensão) progridem. Portanto, pessoas, geralmente, continuam vivendo e comendo da maneira que não deveriam até que, um dia qualquer, a crise vem.

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Até agora só falamos sobre ataque cardíaco, que é uma interrupção no fluxo sanguíneo para o coração. Mas há também a insuficiência cardíaca, onde o fluxo sanguíneo proveniente do coração é insuficiente. Trata-se, portanto, do não fornecimento de sangue suficiente para suprir as necessidades do organismo. A insuficiência cardíaca pode ser aguda (curto prazo) ou crônica.

Aqui estão alguns dos problemas que, ao longo de um período de tempo, podem ocorrer no coração:

1 – ARRITMIA. O coração não bate corretamente. Os ritmos naturais são mais irregulares. Isso é causado por problemas nas células no coração, que manda sinais elétricos para fazer as seqüências de bombeamento.

2 – PALPITAÇÕES ocorrem quando há uma clara percepção dos batimentos cardíacos, quer seja regular ou irregular.

3 – TAQUICARDIA é quando o coração bate muito rápido quando a pessoa está descansando.

4 – BRADICARDIA é quando o coração bate muito lentamente.

5 – BATIMENTOS ECTÓPICOS são batidas prematuras, produzindo longo descanso entre umas e outras batidas.

6 – FIBRILAÇÃO é um pouco diferente. Um erro elétrico ocorre, o qual envia alguns sinais de batimento ao músculo cardíaco ao invés de realizar o seu habitual bombeamento sanguíneo.

7 – DOENÇA VALVULAR é o nome de problemas na válvulas cardíacas, de modo que não abre e/ou fecha adequadamente. Às vezes isso é congênito; outras vezes, é causada por febre reumática ou endocardite (infecção do músculo cardíaco).

OUTROS PROBLEMAS CARDÍACOS

Há uma variedade de problemas que estão relacionados à problemas coronários, problemas das artérias ou problemas do músculo cardíaco. Eis algumas delas:

1 – Cardiomegalia (hipertrofia cardíaca) ocorre quando o coração já não pode funcionar normalmente, e é tão difícil de funcionar que ele amplia, e isto o enfraquece. As causas incluem uma resistência muito grande por parte do fluxo sangüíneo de passar através das artérias.

2 – A insuficiência cardíaca congestiva é uma condição crônica que resulta na acumulação de fluidos no coração e edema nos pés e tornozelos. Existe respiração laboriosa após pequenos esforços.

3 – Parada cardíaca. O coração pára de bater, fazendo com que o sangue fresco já não consiga atingir o cérebro, e a pessoa cai inconsciente. Problemas coronários, muitas vezes, são a causa.

Existem outros problemas que podem ocorrer no coração e que também podem enfraquecê-lo. Mas estes não têm suas causas necessariamente ligadas a problemas coronários ou arteriais.

1 – Cardite é uma infecção do músculo cardíaco, às vezes causada por febre reumática. Ela pode levar a danos permanentes no coração.

2 – Endocardite é uma infecção do endocárdio. Este é uma membrana como um saco que envolve o coração. As pessoas com sistemas imunológicos danificados (por HIV, etc) podem adquirir-la. Também pode ser causada por cirurgia, em substituição de válvulas cardíacas defeituosas. Ocorre dano permanente no coração.

3 – Miocardiopatia resume vários problemas cardíacos, incluindo o alargamento de uma ou mais câmaras cardíacas, rigidez muscular cardíaca, etc. Causas incluem defeitos herdados e certas doenças.

TRATAMENTOS NATURAIS

Aqui está um breve resumo de alguns dos problemas que exigem mudanças, evitando, assim, uma posterior acumulação de condições que levem a um ataque cardíaco:

• Excesso de gorduras saturadas na dieta (gorduras animais ou óleos vegetais hidrogenados). Uso excessivo de óleos vegetais aquecidos ou oxidados.

• A falta de gordura natural (lecitina) na dieta.

• Excesso de sal e outros produtos de sódio. Beber água quimicamente amaciada. Amaciadores de água possuem, geralmente, sódio.

• Elevados níveis de colesterol, triglicérides e ácido úrico.

• Baixa taxa de colesterol HDL.

• Excesso de carboidratos (especialmente os refinados) e açúcar. Açúcar aumenta as triglicérides, os níveis de ácido úrico níveis e a pressão arterial.

• Excesso de vitamina D (de carne, leite, ovos ou luz solar). Caroteno (pró-vitamina A) na dieta, de vegetais laranjas e amarelos e frutas, não irão causar esse problema.

• Deficiência de vitaminas e minerais.

• Uso de café, álcool e tabaco.

• Falta de exercício.

• Sobrepeso.

• Pressão arterial elevada.

• Diabetes ou gota.

• Tomar pílulas de controle do nascimento.

• Intoxicação por metais pesados.

• História familiar de problemas cardíacos.

Mude tudo o que você puder da lista acima, e você poderá viver muito mais tempo.

Mais algumas informações:

• Verifique se o seu coração bate em tempos regulares. A melhor maneira de começar o dia é para verificar seu pulso quando você acordar pela manhã. Se for inferior a 60 batimentos por minuto, tudo parece estar certo. Mas, se a sua freqüência cardíaca de repouso é superior a 80, então algo pode estar errado, e indica que uma hipertensão pode estar em andamento. Estima-se que 25% daqueles que têm ataques cardíacos não experimentaram sintomas prévios. Então, comece a comer direito e viver bem.

• Alta pressão arterial, uso de tabaco, níveis elevados de colesterol, estresse, obesidade, vida sedentária, diabetes e personalidade tipo A são as causas de problemas cardíacos. Estas são coisas que você pode mudar.

Segue abaixo vários fatores que você deve considerar:

• Evite usar glutamato monossódico. Veja quais são suas alergias alimentares e elimine-as. Não utilize cafeína, tabaco, álcool, drogas, açúcar e alimentos processados.

• A cafeína bloqueia a repartição de adrenalina, resultando em estresse. Alto consumo de cafeína duplica o risco de doença coronária.

• Os perigos do tabaco para produzirem ataques cardíacos e outros problemas cardíacos estão bem documentados.

• Evite comer alimentos gordurosos, carnes, margarina, manteiga, manteiga de amendoim, óleo hidrogenado, exceto uma pequena quantidade de óleo vegetal normal.

• Gordura está presente em todas as carnes. Não coma carne e você terá uma vida mais longa. É bem sabido que os vegetarianos vivem mais tempo do que outros. Eles têm menos doenças coronarianas, menos ataques cardíacos e menos insuficiência cardíaca.

• Se você é um adulto, cuidado com a vitamina D. Mais de 400 UI por dia pode resultar em calcificação das artérias coronárias.

• Alguns estudos chineses revelaram que constipação é um fator significativo em muitos ataques cardíacos.

• Coma pequenas refeições.

• Certifique-se de beber bastante água diariamente e freqüentemente durante todo o dia.

• Coma uma dieta elevada em fibra, utilizando grãos e arroz integrais, feijão, frutas e vegetais frescos. Através de alimentos fortificados e suplementos alimentares, obtenha todas as vitaminas e minerais necessárias para seu corpo. Cálcio, magnésio e potássio são importantes, bem como as vitaminas (A, complexo B, C e E). Óleo de linhaça contém ácidos graxos Ômega-3, que reduz risco de doenças cardiovasculares e coronárias. L-carnitina ajuda a dissolver depósitos de gordura ao redor do coração. CoQ10 e germânio fortalecem veias e fornecem oxigênio ao sangue e células.

• Se você tende a ter ataques de angina durante a noite, eleve a cabeça de sua cama com um pedaço de madeira. Isso poderá reduzir os ataques.

Sódio é um problema que deve ser tratado, uma vez que pode aumentar a probabilidade de doenças cardíacas. Aqui estão itens para omitir-se em uma dieta:

• Sal de mesa. Procure utilizar sais fortificados ou com menos quantidade de sódio (light).

• Glutamato monossódico.

• Refrigerantes dietéticos.

• Vegetais enlatados.

• Alimentos comercialmente preparados.

• Bicarbonato de sódio.

• Alimentos com conservantes.

• Amaciantes de carne.

• Produtos com sacarina.

• Alimentos com bolor.

• Se você tem qualquer tipo de problema cardíaco, consulte seu médico. Prevenção – viver bem e se alimentar corretamente – é a melhor chave para o sucesso.

INCENTIVO

Deus nos deu leis de saúde e de vida. Se as cumprirmos, viveremos mais felizes e com menos doenças, inclusive as cardíacas. Se você está com problemas cardíacos, converse agora com Deus sobre isso, peça Sua ajuda e confie de que Ele te ajudará. E, claro, faça a sua parte e procure um médico já!


Leia Mais: http://www.portalnatural.com.br/doencas-e-tratamentos/problemas-cardiacos-tratamentos-naturais/#ixzz3gmIDSvZf