Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\ervas e doencas\aborto_arquivos\image001.jpg

Voltar a pagina inicial

Amenorreia (ausência de menstruação)

Fone 43 3325 5103

Doenças e sintomas

Amenorreia é a falta de menstruação nas mulheres em idade fértil. O distúrbio pode ser classificado em amenorreia primária ou secundária.

Considera-se amenorreia primária, quando a primeira menstruação não ocorre até os 13 anos e não há o desenvolvimento das características sexuais secundárias – crescimento das mamas, pelos no púbis e nas axilas, gordura nos quadris – ou a menina não menstrua até os 16 anos, mas desenvolve tais características normalmente.

Já a amenorreia secundária caracteriza-se pela ausência de menstruação por, no mínimo, três ciclos menstruais ou seis meses seguidos, em mulheres que menstruavam com regularidade.

Saúde da mulher

Causas

Durante a gravidez e depois da menopausa, a amenorreia é considerada normal, fisiológica, assim como o fato de parte das mulheres também não menstruar, enquanto amamenta.

Nos outros casos, a ausência da menstruação é um sintoma que pode ocorrer nas seguintes condições:

1) uso de anticoncepcionais, quer por via oral, injetável, sob a forma de adesivos implantados na pele, e do DIU hormonal;

2) ausência de ovulação associada à síndrome dos ovários policísticos, hiper ou hipotireoidismo, distúrbios alimentares (anorexia e bulimia), obesidade e prática exaustiva de exercícios físicos;

3) malformações anatômicas do trato genital (imperfuração do hímen, colabamento das paredes uterinas e inexistência do útero, do colo uterino ou da vagina, por exemplo);

4) uso de certos medicamentos (antidepressivos, antialérgicos, anti-hipertensivos,etc.);

5) tumores ou cistos nos ovários, no útero ou na hipófise;

6) estresse, porque altera a região do cérebro responsável pelo controle dos hormônios que regulam os ciclos menstruais;

7) quimioterapia e radioterapia;

8) alteração nos níveis dos hormônios produzidos pelo hipotálamo e pela hipófise.

Como já foi dito anteriormente, a amenorreia é sinal de alguma desordem ou do amadurecimento tardio do organismo. Os sintomas variam de acordo com a causa do transtorno. Os mais comuns são dor abdominal e de cabeça, cansaço, irritabilidade, retenção de líquidos, aumento dos pelos espalhados pelo corpo, ganho ou perda inexplicável de peso, mal-estar e labilidade emocional.

 

Diagnóstico

O diagnóstico leva em conta a avaliação clínica da paciente, o histórico familiar, exames de laboratório (teste de gravidez, dosagem dos hormônios femininos e da tireoide, entre outros) e de imagem, que incluem ultrassom, tomografia e ressonância magnética.

Gravidez costuma ser o diagnóstico mais frequente da amenorreia nas mulheres sexualmente ativas.

Tratamento

O tratamento é estabelecido visando atacar as possíveis causas da amenorreia. Em alguns casos, a indicação de pílulas anticoncepcionais ou de outra classe de hormônios, assim como de medicamentos específicos para o transtorno pode ser suficiente para restabelecer os ciclos menstruais regulares. 

Recomendações

* Não existe idade certa para a primeira menstruação, também chamada de menarca. Algumas meninas menstruam mais cedo e outras mais tarde, sem que isso represente um problema de saúde que mereça cuidados especiais. É importante registrar, porém, que a tendência, hoje, é a primeira menstruação ocorrer precocemente, aos 10, 11 anos de idade, o que consiste fator de risco para o câncer de mama. No entanto, caso não tenha se manifestado até os 16 anos, as causas da amenorreia merecem ser avaliadas por um ginecologista.

* Os dois extremos, desnutrição e obesidade, podem ser responsáveis pela ocorrência da amenorreia. Isso prova a necessidade de manter alimentação saudável e equilibrada e o peso corpóreo ideal para o peso e a altura;

* A prática exagerada de atividade física, especialmente quando motivada por modalidades esportivas que exigem baixo peso corporal, pode colaborar para a suspensão dos ciclos menstruais.

* Como a amenorreia é apenas um sintoma que tem por trás inúmeras causas diferentes, a recomendação é procurar um médico para identificá-las. Do diagnóstico bem feito depende o sucesso do tratamento. Todas as mulheres devem desenvolver o hábito de registrar sempre a data inicial das menstruações, o tempo que duram, as características do fluxo e os possíveis sintomas.

* Durante a Segunda Guerra Mundial, nos campos de concentração, muitas mulheres deixaram de menstruar, não só por causa da inanição provocada pela falta de alimentos, mas também em virtude da carga absurda de estresse a que estavam submetidas. Controlar os níveis de ansiedade e angústia é um requisito importante na prevenção de amenorreia.

Publicado em 03/06/2014

Remédios caseiros para a amenorréia

Remédios naturais para a amenorréia

Regular o ciclo menstrual não é nada fácil para algumas mulheres que padecem esse peculiar problema conhecido por amenorréia. A menstruação não aparece no momento que deve chegar e isto complica as possibilidades para quem deseja ficar grávida. Aqui oferecemos alguns conselhos para consegui-lo.

A amenorréia é aquele problema que se dá nas mulheres que desejam regularizar o seu ciclo menstrual e não podem. Embora a origem deste problema possa ser muito variado e diverso, o estresse, a má alimentação ou transtornos psicológicos podem ser alguns dos mais frequentes. De qualquer modo, alguns remédios caseiros podem ajudar a conseguir essa regularidade que pretende no seu ciclo, especialmente deseja ficar grávida.

Habitualmente, e a modo de "dica da avozinha", a infusão de camomila é um dos clássicos para acudir quando a menstruação não chega com a regularidade que deve. Clicando no anterior link obterá o modo de prepará-la.

Também a salsa e a sálvia estão dentro do grupo de ervas que servem para regular os ciclos menstruais. A modalidade de consumo é em infusão. Calcule que, por cada litro de água deve colocar duas colheres de salsa e uma de sálvia até começar a ferver, deixe repousar alguns minutos, coe e beba uma vez por dia.

A beterraba também está dentro das plantas que estão tradicionalmente indicadas como boas para a amenorréia. E o melhor é que pode incorporá-la com facilidade às suas comidas de múltiplas maneiras. De qualquer modo, uma alimentação equilibrada, com muitos vegetais e carnes de todo tipo, questão que permita incorporar nutrientes de toda classe ajuda muito nestas circunstâncias.

Alguns remédios caseiros para o tratamento da amenorréia incluem:

  • Chá de gengibre deve ser consumida todos os dias
  • Home remédios com suco de beterraba. O consumo de beterraba fresca tem os mesmos efeitos que o suco e fortalece o sangue.
  • Outra erva eficaz na normalização da menstruação é o blue cohosh. Esta erva ter propriedades emenagogas estimula a menstruação.
  • Pepinos e abóbora é recomendadas para introduzir em sua dieta diária como eles estimulam o fluxo menstrual e, portanto, são um bom remédio para amenorréia.
  • Cúrcuma é considerada útil para a amenorréia secundária. É recomendável que você mistura com leite e consumir em uma base diária.
  • Alguns tipos de sementes, como o aipo, sementes de feno-grego e sementes de gergelim são benéficos na determinação do início da menstruação e combater a amenorréia.
  • Amenorréia pode ser causada por um excesso de stress ou ansiedade. Neste caso, existem técnicas de relaxamento e meditação que poderia ter resultados positivos.

Existem vitaminas e suplementos minerais que são indicados no caso em que a amenorréia é causada por má nutrição.

Em todos os casos de amenorréia é bom fazer uma consulta médica ou com o profissional de saúde a regra fora gravidez antes de tomar qualquer tratamento.