Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\ervas e doencas\aborto_arquivos\image001.jpg

Voltar a pagina inicial

Cólicas abdominais 

Fone 43 3325 5103

A cólica intestinal é um efeito desagradável que se carateriza por dores de intensidade forte na zona abdominal. Geralmente, acompanhando estas dores surgem potenciais sintomas como a Diarreia ou espasmos também na zona abdominal.

Descrição: http://www.fotosantesedepois.com/wp-content/uploads/2012/07/ch%C3%A1-para-c%C3%B3lica-renal.jpg

As cólicas são geralmente muito frequentes, por exemplo, em crianças bebés (Vêr tratamento

). O seu aparelho digestivo ainda não opera a cem porcento, pelo que as cólicas são algo que afeta frequentemente as pessoas desta faixa etária. Contudo, adultos são também muito afetados por este problema.

Este problema poderá aparecer por vários motivos. De forma resumida podemos dizer que o intestino é responsável por uma parte significativa do trabalho de digestão que fazemos diariamente, pelo que se torna bastante importante que a nossa alimentação seja equilibrada e em quantidades corretas.

O problema da cólica intestinal poderá ser causado, por exemplo, por uma alimentação em excesso caraterizada por refeições demasiado pesadas. No entanto, existem ainda outros fatores preponderantes para este problema. Os fatores emocionais associados a sentimentos de Ansiedade e Stresse são um exemplo de outro género de fatores que pode desencadear uma cólica intestinal.

Este problema é bastante desagradável, e em alguns casos pode evoluir para problemas mais graves. Existe medicação especializada no sentido de aliviar as dores provocadas pelas cólicas intestinais, embora estas devam ser sempre prescritas por um médico com a sua devida consulta e análise das devidas situações.

Tratamento caseiro para cólicas intestinais

Felizmente, existe também um remédio caseiro bastante interessante. Vejam-se os ingredientes

4 folhas de Louro;
• 1 colher de Chá de Camomila (Saiba mais sobre o Chá de Camomila);
• 1 copo de água;
• 1 colher de sopa de Erva Doce (Anis).

Durante cinco minutos deve-se ferver a água misturada com as folhas referidas nos elementos da receita. Depois, basta coar a mistura obtida e ficamos finalmente com um chá, que é o nosso remédio caseiro. Este chá deverá ser tomado em períodos intervalados de duas horas.

Ler Também

– Alimentos e Substâncias que melhoram as cólicas intestinais: Losna, Funcho (Chá de Funcho), Aloína, Anis Estrelado, Chá de Hortelã

As cólicas abdominais (espasmos) são contrações musculares involuntárias e repentina que causam uma dor latejante. Quase todos os músculos podem haver um espasmo, até msmo aqueles involuntários que permitem o funcionamento dos órgãos internos.

Descrição: cólicas abdominais,dor,barriga,direita,esquerda

As cólicas abdominais superiores são sentidas a nível do estômago, enquanto aqueles mais baixo podem vir dos intestinos ou órgãos reprodutivos como o útero.

 

Causas de cólicas abdominais

Apendicite
O aparecimento súbito de dor e cólicas abdominais bem na parte inferior do abdome são sintomas de apendicite.
A Apendicite é uma das principais causas de cólicas em crianças junto com o bloqueio intestinal e a intolerância ao lactose.
Outros sintomas incluem: náuseas, vômitos, constipação e a febre.

Diverticulite
Na diverticulose, se forma um saco pequeno ao longo da parede do cólon.
Às vezes, essas bolsas ficam inflamadas e desenvolve uma doença chamada diverticulite.
Os sintomas são dores na zona abdominal, diarréia, constipação, febre e mal-estar geral.

Endometriose
A endometriose é uma doença caracterizada pelo crescimento do tecido que normalmente reveste o útero (endométrio) na cavidade abdominal.
Ao longo do tempo, estas células fora do lugar forma cicatrizes que podem causar dor abdominal inferior.
Outros sintomas incluem cólicas, especialmente no final da menstruação e dor durante a relação sexual.

Intoxicação alimentar
A intoxicação alimentar de Salmonella é um dos problemas mais freqüentes relacionados à comida nos Estados Unidos, com mais de 30 milhões casos relatados a cada ano.
A intoxicação aguda provoca cólicas abdominais, diarréia e vômitos.

Cálculos biliares
Um cálculo biliar é um depósito de colesterol, cálcio e bilirubinaa localizado na vesícula biliar ou ducto biliar comum.
Os cálculos podem causar fortes dores abdominais superior que irradia da coluna ou o ombro direito.
Outros sintomas podem ser icterícia, taquicardia, flatulência e arroto.

Gastrite
Os sintomas de gastrite incluem dor de estômago, náuseas, vômitos e uma pátina na língua.
As cólicas abdominais é sentida à esquerda, logo abaixo das costelas.
Os sintomas da gastrite aparecem cerca de meia hora depois de comer.
Em casos graves, pode também haver um batimento cardíaco rápido, sede excessiva e diarréia.
As cólicas causadas por gastrite podem ocorrer durante a noite se jantamos tarde.

Sudorese
As fortes cólicas abdominais causadas pela perda excessiva de sódio são um sintoma grave de sudorese.
O tratamento envolve um resfriamento imediato e reposição de líquidos e minerais.

 

Síndrome do intestino irritável

Os episódios de cólicas abdominais, diarréia (às vezes alternando com constipação) são característicos da síndrome do intestino irritável. A doença geralmente se desenvolve na adolescência ou jovens e é exacerbada pelo stress.

Cólicas menstruais
As cólicas associadas com a menstruação estão entre os sintomas mais comuns que ocorrem preciclo.
A dor é causada por uma excessiva produção de prostaglandinas, substâncias hormonais que causam inflamação, dor e distensão abdominal.
Tomar os medicamentos que bloqueiam as prostaglandinas, dá o relevo até 90% dos casos.

Infecções parasitárias
Os vermes, giárdia e outras parasitas intestinais podem causar dor abdominal e cólicas. Outros sintomas incluem: febre, diarréia, perda de peso e anemia.

Diarreia do viajante
A diarréia do viajante é caracterizada por episódios de diarréia e cólicas abdominais. Geralmente está relacionado a viajens e climas quentes.

Colite ulcerativa
As cólicas abdominais, acompanhadas de diarréia, sangue nas fezes e dor abdominal inferior indicam uma inflamação do intestino, chamada colite ulcerativa.
A diarréia frequentemente contém muco com tiras de sangue e pode ser alternada com prisão de ventre.
A parte inferior do abdómen pode ser doloroso e relaxado.

 

Doenças graves

Em alguns casos, as cólicas abdominais podem indicar um problema muito sério.
Alguns tipos de câncer, incluindo câncer do pâncreas, ovários e fígado pode causar dor e cólicas abdominais.
Além disso, a inflamação de um órgão pode indicar uma causa grave de dor abdominal.
A forma mais freqüente de inflamação no abdómen e a apendicite, neste caso, o estômago é extremamente doloroso ao toque, também pode ser acompanhada de febre.
Se esta doença não for tratada, pode levar a septicemia e a morte.
As causas mais freqüentes de dor abdominal não são fatais, mas é melhor consultar o médico.

 

Cólicas abdominais durante a gravidez

Se você se sente cólicas no abdómen não se preocupe agora.
Às vezes as cólicas são uma consequência de um problema de digestão.
Raramente, as cólicas podem ser uma emergência médica.

Relaxar
Os músculos e ligamentos que suportam o útero são esticados e alongados em todas as direções durante a gravidez.
Isso pode causar cólicas de vez em quanto.
A dor pode ser leve ou grave.
Pode ser particularmente perceptível quando se efetuar um movimento rápido, levantar de uma cadeira, tossir ou espirrar.
Não precisa se preocupar. Algumas mulheres têm cólicas quando executar os exercícios e causam ainda mais stress sobre os músculos e ligamentos que já estão sobrecarregados.
Se você sentir algumas cólicas durante os exercícios, precisa ouvir o corpo, parar e descansar.

As cólicas também podem lembrar de prestar atenção ao que se come.
A má digestão pode causar cólicas.
Se você comer demais ou come os alimentos errados, você pode sentir as dores de estômago. A constipação também provoca cólicas muito dolorosas.

 

Cólicas no início da gravidez

O ovo se ataca à parede do útero, alguns dias após a concepção (na primeira semana de gravidez).
No momento em que o ovo se enraíza se pode sentir as cólicas implante que são normais e não precisam se preocupar.

Atenção
Às vezes as cólicas são um sinal de aviso que não deve ser ignorado.
Existem três doenças que podem causar cólicas:

Aborto espontâneo. Cerca de 20% das gestações terminam em aborto nos primeiros três meses de gravidez. (o aborto ocorre quando uma criança não se desenvolveu o suficiente para sobreviver fora do útero.
As cólicas no primeiro trimestre (muitas vezes em conjunto com sangramento da vagina) podem indicar problemas.

Gravidez ectópica. Se o ovo fertilizado é depositado fora do útero não pode sobreviver e causa uma forte dor a baixo do abdóme e hemorragia.
As cólicas são sentidas nas primeiras semanas de gravidez.

Parto prematuro
Todos os anos, centenas de milhares de crianças nascem antes dos 9º mêses.
O parto prematuro é caracterizado por sinais diferentes, incluindo cólicas abdominais.
Cólicas durante a corrida
Em alguns casos, as cólicas abdominais dolorosas fazem vim vontade de deitar na posição fetal na cama depois de cada treino aeróbico.
No entanto, não é necessário parar de correr por medo da dor.
Com algumas etapas simples, é possível prevenir este desconforto cãibras e seu estilo de treinamento.

Comida e bebida
Evitar comer de 2 a 4 horas antes dos exercícios pode ajudar a prevenir cólicas abdominais.
A desidratação também pode causar cólicas, é aconselhável beber água antes, durante e após o treinamento.

 

Tratamento para os músculos

Descrição: DSC_1519Fortalecer os músculos com exercícios como flexões podem ajudar a prevenir cãibras durante a execução de exercícios.
Além disso, para parar as cólicas depois da ocorrência, precisa fazer uma pausa, alongamentos para os músculos abdominais e respirações profundas.

 

É normal sentir cólicas nos dias após o parto?

Sim. Muitas mulheres sentem dor e cólicas abdominais que pioram durante a lactação.
Estas são causadas por contrações do útero, quando recupera o tamanho que tinha antes da gravidez. Essas cólicas podem durar até uma semana após o parto.

 

Tratamento  para cólicas abdominais
Existem várias maneiras eficazes para reduzir ou eliminar a dor de cólicas abdominais.
Se possível, evite alimentos e bebidas que causam desconforto reduzir os efeitos do estresse na digestão.

Remédios naturais

Para aliviar a dor, muitas pessoas relatam que ficar deitado e o reposo é muito útil.
Aplicar calor tais como um saco de água quente aumenta a circulação no abdómen e relaxa os músculos contraídos.
Beber chá sem cafeína, acupuntura e outros tratamentos pode ser muito eficaz.

O buscopan ® é um antiespasmódico focado, seguro, eficaz e bem tolerado para cólicas abdominais, dor e desconforto.
Seu efeito é a focado na causa da dor: até mesmas cólicas. Relaxamento e soltando os músculos contraidos, o Buscopan ® alivia a dor abdominal e cólicas.

Outros tratamentos
Se você não vê qualquer efeito com Buscopan ® em poucos dias, é importante consultar o seu médico.
Ele ou ela pode prescrever medicamentos para tratar a doença, recomendando um programa apropriado de dieta e/ou exercício.

Analgésicos
As cólicas abdominais que são um sintoma de outra doença (por exemplo, um distúrbio digestivo, inchaço ou uma infecção viral) podem curar por si mesmos quando o problema e resolvido.
Alguns leves cólicas abdominais podem passar mesmos  dentro de poucas horas ou dias.
Se as cólicas abdominais persistirem, pode ajudar um medicamento analgésico.
As pessoas com cólicas abdominais devem evitar aspirina, ibuprofeno e narcóticos, pois eles podem irritar o estômago.
Acetaminofeno (paracetamol) é um fármaco analgésico mais suave que cria menos consequências a longo prazo.
As pessoas saudáveis podem tomar am maxímo 4.000 mg de paracetamol por dia.
É necessario sempre falar com o médico antes de tomar qualquer medicação analgésico e atualizá-lo sobre a freqüência e a duração da administração.

Medicamentos para o estômago
Se a causa de cólicas abdominais é o refluxo esofágica pode tomar medicamentos antiácidos como Maaolx®.

Comments are closed.