Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\ervas e doencas\aborto_arquivos\image001.jpg

Voltar a pagina inicial

Neurose - todos os tipos

Fone 43 3325 5103

Os benefícios e as propriedades do chá de mulungu

Mulungu (Erythrina mulungu) é uma planta também conhecida como canivete, bico-de-papagaio e corticeira. É comum na região central do Brasil, cresce espontaneamente e possui flores de cor coral alaranjadas e a sua casca possui diversas propriedades, sendo bastante utilizada na preparação de chás e em diversos tratamentos.

O mulungu pode ser comprado em lojas de produtos naturais sob a forma de planta ou tintura.

Descrição: Mulungu

Propriedades

As propriedades da planta incluem a sua ação calmante, analgésica, diurética, hipotensiva, tranquilizante, antidepressiva, antibacteriana, antiespasmódica, tônica e anti-inflamatória. É muito eficaz no tratamento de problemas psicológicos relacionados ao estresse, sendo conhecida por estabilizar o sistema nervoso central.

Indicações

O chá de mulungu é muito utilizado para tratar tosses, asma e coqueluche, além de casos de dores reumáticas e nevralgias crônicas. Auxilia no tratamento de estados emocionais como histeria, insônia, neurose, ansiedade, agitação, ataque de pânico, depressão, compulsão, distúrbio de sono; além de doenças como esclerose, pressão alta, epilepsia, bronquite asmática, hepatite e insuficiência urinária

A planta possui poder antioxidante que consegue equilibrar, tonificar e fortalecer o fígado, sendo eficiente no tratamento de casos de afecções hepáticas. Em casos de problemas cardíacos, o mulungu pode auxiliar no tratamento, ao regular o ritmo cardíaco e abaixar a pressão arterial.

Além dos benefícios já citados, estudos revelam que a casca do mulungu apresenta grandes quantidades de flavonoides, alcaloides e triterpenos. A erisodina, um dos alcaloides presentes na casca da planta, bloqueia os receptores de nicotina, e consequentemente, o chá da planta passou a ser utilizado como um remédio natural na luta contra o tabagismo.

Preparo do chá de mulungu

Para preparar o chá de mulungu, adicione 4g das cascas da planta a uma xícara de água fervente. Deixe ferver por 15 minutos e tome o chá ainda morno, de preferência três vezes ao dia. Evite tomar por mais de três dias seguidos.

É recomendado atentar-se à quantidade de ingestão do chá, pois este causa sonolência. Os cuidados estendem-se a gestantes e pessoas que já tenham pressão arterial baixa ou usem remédios para hipertensão, já que o chá diminui a pressão.

Escrito por Débora Silva

Descrição: http://titofarma.com.br/image/cache/data/ch%C3%A1%20de%20angelica-500x500.jpg

Chá Angélica

Descrição : Planta da família das umbeliferas, também conhecida sob os nomes de erva-de-espírito-santo, raiz-do-espírito-santo, bohemia, erva dos anjos e polianto, a angélica é uma planta de porte alto. Suas hastes, saturadas de açúcar ou vinagre, são apreciadas pelos confeiteiros e pasteleiros e servem para a decoração dos seus produtos.Ao que parece, os antigos empregavam-na contra a cefalalgia, e também para tonificar o coração. Todos os autores concordam em que a planta possui numerosas propriedades.

Propriedades : É uma planta que fortalece o estômago, tónica, antiinflamatória, depurativa,sedativa, antiinflamatório, antiinflamatório, diurético, antiinflamatória, expectorante, carminativa, coletérica. hepatoprotetora, antiespasmódica, eupéptica, diurético e emenagoga

Indicações : É útil nos casos de depressão, neurose e debilidade nervosa. Combate a falta de apetite e a enxaqueca. afecções do aparelho digestivo, má digestão, dilatação do estômago, cólicas abdominais, icterícia, insuficiência hepática, flatulência, diarreia, vómitos, afecções do aparelho respiratório bronquite, tosse catarral, amigdalites, faringites, rouquidão, gripes, edema perimenstrual, doenças do trato urinário, nefrites, cistites, doenças reumáticas, dores de cabeça nervosismo, histeria, Feridas, úlceras, vulneraria, gota, escorbuto, febres intermitentes, tétano, tifo.

Contra-indicações/cuidados: Em pacientes com história de sangramentos.

Modo de usar : 4 gramas para um copo de água fervente.

Posologia: Adultos: 10a 20ml de tintura divididos em 2 ou 3 doses diárias, diluídos em água. 2g de erva seca (1 colher de sopa para cada xícara de água) em infuso ou decocto, conforme a parte usada, ate 3 vezes ao dia, com intervalos menores que 1 2hs; Banhos infuso concentrado. Crianças: Tomam de 1/6 até 1/2 da dose.