Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\ervas e doencas\aborto_arquivos\image001.jpg

Voltar a pagina inicial

Oxigênio, absorção 

Fone 43 3325 5103

Sistema respiratório humano - Questões de vestibulares

Sistema respiratório Humano - resumo


respiração é uma das características essenciais dos seres vivos. Resume-se na absorção pelo organismo de oxigênio (O2), e a eliminação do gás carbônico (CO2) resultante das oxidações celulares. No corpo humano esse processo é realizado pelo sistema respiratório.

 

Em nosso organismo, o alimento é absorvido no intestino e conduzido pelo sangue até as células, onde é quebrado no processo de respiração celular aeróbia que consome oxigênio, forma água e gás carbônico, com liberação de energia, para que ocorra esse processo é preciso uma fonte de energia sendo a principal fonte a glicose, proveniente da digestão de carboidratos. Durante a produção de energia, também ocorre a produção de calor (homeotermos).

Descrição: Órgãos do sistema respiratório

Órgãos do sistema respiratório

O oxigênio, indispensável à produção de energia no corpo, é obtido do ar atmosférico, onde também é eliminado o gás carbônico. As trocas gasosas acontecem no organismo humano em diversos níveis:

  • Entre o sangue e os tecidos do corpo: passando pelos tecidos, o sangue se torna pobre em oxigênio, que entra nas células e rico em gás carbónico, resíduo de respiração aeróbia realizada por elas;
  • Entre os pulmões e o sangue: transporte dos gases, que se inicia com a difusão do oxigênio do ar dos pulmões para o interior de vasos sanguíneos, sendo a difusão do gás carbônico na direção inversa.

Movimentos Respiratórios: chamamos de inspiração a entrada do ar nos pulmões e expiração o movimento de saída do ar dos pulmões para o meio externo. A respiração é controlada automaticamente por um centro nervoso situado na medula espinal. Em circunstâncias normais o centro nervoso produz impulso nervoso que estimula a contração da musculatura torácica do diafragma, fazendo-nos inspirar.

 

sistema respiratório humano é constituído por um par de pulmões e por vários órgãos que conduzem o ar para dentro e para fora das cavidades pulmonares. Esses órgãos são:

  • Fossas nasais
  • Boca
  • Faringe
  • Laringe
  • Traqueia
  • Brônquios
  • Bronquíolos
  • Alvéolos (os três últimos localizados dentro do pulmão)
  • Pulmão

A traqueia, brônquios, bronquíolos e alvéolos formam a chamada árvore brônquica.

 

Fossas nasais - funções

 

São conhecidas como narinas. Possuem pelos que filtram o ar, retendo as impurezas.

Nas narinas existe também a mucosa nasal, que umedece o ar.

Faringe - localização, características, funções e localização

 

A laringe é um tubo cartilaginoso de forma irregular que conecta a faringe com a traqueia. Situa-se na parte superior do pescoço. A laringe possui uma estrutura cartilaginosa que chama epiglote, que trabalha para desviar das vias respiratórias para o esôfago os alimentos deglutidos. Caso não ocorra este desvio, o alimento é expelido com uma tosse violenta.

 

Na laringe encontramos as cordas vocais, que são pregas horizontais na parede da laringe. Entre as cordas vocais há uma abertura chamada glote e é por ela que o ar entra na laringe, provocando uma vibração nas cordas vocais e produzindo som. Na face anterior do pescoço forma-se a proeminência laríngea, chamada de pomo de Adão, que é mais visível nos homens que nas mulheres.

Esquema da Faringe (ou Garganta)

Descrição: Esquema da faringe ou garganta.

Laringe - conceito, características, funções e localização

 

A laringe é um órgão curto, de forma cônica, constituído de cartilagens, músculos e ligamentos. Está localizada na região do pescoço, entre a quarta e sexta vértebra cervical, conectando a faringe à traqueia. Seu tamanho é variável, sendo maior em homens, em face da influência de hormônios.

Exerce função respiratória e fonatória, e também impede a entrada de partículas estranhas nas estruturas respiratórias.

Possui nove peças cartilaginosas: cartilagem tireoidea, epiglote e cartilagem cricoide; e as cartilagens cuneiforme, corniculada e aritenoide, que se apresentam em pares.

A cartilagem tireóidea, conhecida vulgarmente como “pomo de Adão”, é formada de cartilagem hialina, e tem forma semelhante à de um livro aberto para trás. Fixada a ela, e também ao osso hioide, está a epiglote. Esta funciona como uma espécie de “tampa”, evitando que substâncias líquidas e sólidas sejam encaminhadas para os pulmões. Abaixo da tireoide, e antes da traqueia, está a cartilagem elástica cricoide, ligada a esta primeira por uma membrana. As cartilagens aritenoides são móveis, possuem formato piramidal e estão articuladas à cricoide. Nestas se localizam as inserções das cordas vocais, influenciando a tensão destas, e de alguns músculos da glote. Já as cartilagens corniculada e cuneiforme estão unidas entre si, deslizando-se de acordo com as movimentações dos músculos da laringe. Essa última cartilagem, ainda, liga as aritenoides à epiglote.

Descrição: http://www.mundoeducacao.com/upload/conteudo/traqueia1%283%29.jpg
1: corno superior da cartilagem tireoidea. 2: osso hioide. 3: epiglote. 
4: lâmina da cartilagem tireoidea. 5: ligamento vocal. 6: cartilagem cricoide. 
7: traqueia. 8: corno inferior da cartilagem tireoidea. 9: cartilagem aritenoide. 
10: cartilagem corniculada. 11: membrana tíreo-hióidea.
  

Descrição: http://www.mundoeducacao.com/upload/conteudo/traqueia2.jpg
1: cartilagem corniculada. 2: processo vocal da cartilagem aritenoide. 
3: cartilagem cricoide. 4: cartilagme corniculada.

Associados a estas estruturas cartilaginosas estão os músculos, exercendo a importante função de estreitar ou dilatar os canais responsáveis pela passagem do ar; e de distender e relaxar as cordas vocais. 

Traqueia - definição, funções e características 

A traqueia é uma parte do sistema respiratório dos mamíferos que se localiza no pescoço, estendendo-se entre a laringe e os brônquios, situando-se na parte frontal do esôfago.

 

Características 

 

A traqueia é formada por numerosos anéis cartilaginosos, abertos por sua região dorsal, que é adjacente ao esôfago. Estes anéis são distribuídos uns sobre os outros e estão ligados por tecido muscular fibroso.

 

Exerce unicamente função respiratória, estando presente em animais vertebrados e alguns invertebrados, como anelídeos e artrópodes. 

 

Nos seres humanos, a traqueia tem uma longitude de 10 cm e 2,5 cm de diâmetro. Sua superfície interna está revestida por uma membrana mucosa ciliada. É bastante suscetível a infecções respiratórias.

 

Quando obstruída por um corpo estranho, ou devido a algum tipo de doença, ocorre a necessidade de se realizar uma traqueotomia (abertura cirúrgica da traqueia).

 

As vias aéreas de alguns tipos de insetos também são denominadas traqueia.

 

Brônquios - conceito e caracterísiticas

 

Os brônquios são tubos aeríferos, que possuem a mesma constituição da traqueia (anéis traqueais e ligg. anulares). Eles são responsáveis por ligar a traqueia aos pulmões, sendo que cada brônquio (D e E) inicia na bifurcação da traqueia e vai até o hilo do pulmão correspondente.

 

Os brônquios são estruturas móveis e elásticas como a traqueia. Eles são revestidos internamente por uma túnica mucosa.

 

Brônquio principal direito: possui 3 cm de comprimento. Divide-se em 3 brônquios lobares e estes, por sua vez, dividem-se em 10 brônquios segmentares.

 

Brônquio principal esquerdo: possui 5 cm de comprimento. Divide-se em 2 brônquios lobares e estes, por sua vez, dividem-se em 9 brônquios segmentares.

 

Diferenças entre os brônquios principais: o brônquio principal direito é mais vertical, mais curto e mais largo que o esquerdo.

 

A vascularização dos brônquios é realizada pelas artérias e veias bronquiais.

 

Descrição: Brônquios

 

 


Bronquíolos - definição e características


Descrição: http://1.bp.blogspot.com/_JOwtWn65Cfo/SPqrQiOSTDI/AAAAAAAAAC0/sxosiFnziME/s320/bronquiolos.gif
É a sub-ramificação de menor calibre da árvore brônquica, que penetra nos alvéolos pulmonares, que por sua vez realizam as trocas gasosas. Nos bronquíolos de maior calibre existem anéis cartilaginosos para impedir o fechamento dos mesmos, nas paredes deles só existem fibras musculares lisas. Os bronquíolos não são formados por anéis cartilaginosos , e sim por tecidos conjuntivos.


Pulmão - definição, funções e características

 

Os brônquios penetram no pulmão através do hilo. Esses brônquios ramificam-se várias vezes, originando os bronquíolos, que penetram no lóbulo pulmonar e ramificam-se, formando os bronquíolos terminais, que originam os bronquíolos respiratórios, que terminam nos alvéolos pulmonares.

Descrição: http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2009/08/sistema-respiratorio2.gif

Descrição: http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2009/08/sistema-respiratorio3.jpg

 

Os pulmões possuem consistência esponjosa, que está relacionada com a quantidade de sacos alveolares.


O formato do pulmão lembra um cone e é revestido por uma membrana dupla serosa chamada pleura. Os dois pulmões são separados pelo mediastino, local onde está o coração, o esôfago, timo, artérias, veias e parte da traqueia.

O diafragma é um músculo situado abaixo do pulmão, e é onde ele se apóia. Separa o tórax do abdome e está relacionado com os movimentos da respiração.

 

 

 Alvéolos pulmonares - conceito, características e funções

 

Os alvéolos pulmonares são pequenas estruturas encontradas nos sacos alveolares, ductos alveolares e bronquíolos respiratórios, constituindo a última porção da árvore brônquica, sendo os responsáveis pela estrutura de aspecto esponjoso do parênquima pulmonar. São pequenas bolsas, morfologicamente semelhantes a um favo de mel, abertas de um dos lados, possuindo uma parede altamente vascularizada. Esta última é comum a dois alvéolos vizinhos, dando origem ao septo interalveolar que consiste em duas camadas de pneumócitos (principalmente do tipo II), separadas pelo interstício de tecido conjuntivo com fibras reticulares e elásticas, substância fundamental e células do tecido conjuntivo, e capilares.

 

É neste compartimento que ocorre a hematose pulmonar. O ar ali presente, é separado do sangue capilar por quatro membranas; são elas: o citoplasma do pneumócito tipo I, a lâmina basal desta célula, a lâmina basal do capilar e o citoplasma da célula endotelial. O oxigênio do ar alveolar passa para o sangue capilar através deste conjunto de membranas; o gás carbônico irá se difundir em direção contrária. Estima-se que os pulmões contenham aproximadamente 300 milhões de alvéolos, aumentando de forma considerável a superfície de trocas gasosas.

 

Descrição: http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2010/03/alveolos-pulmonares-550x461.jpg

 

Diafragma

É um músculo localizado abaixo dos pulmões, responsável pelos movimentos respiratórios.

 

Curiosidade:

 

Sabe por que conseguimos respirar mesmo quando dormimos? Isso acontece porque nosso sistema nervoso faz com que os movimentos respiratórios ocorram sem a nossa vontade, enviando mensagens a cada 5 segundos para que os músculos da respiração funcionem. 

Doenças respiratórias

Definição

Doenças respiratórias são aquelas que atingem órgãos do sistema respiratório (pulmões, boca, faringe, fossas nasais, laringe, brônquios, traquéia, diafragma, bronquiolos e alvéolos pulmonares).

Exemplos 

As enfermidades do sistema respiratório mais frequentes são: bronquite, rinite, sinusite, asma, gripe, resfriado, faringite, enfisema pulmonar, câncer de pulmão, tuberculose e pneumonia. 

Principais causas 

As causas destas doenças podem ser diversas. Fumo, alergias (provocada por substâncias químicas ou ácaros), fatores genéticos, infecção por vírus e respiração em ambientes poluídos estão entre as principais causas destas doenças.

Poluição e doenças respiratórias 


Nas grandes cidades, estas doenças estão cada vez mais comuns, principalmente em função da poluição do ar. O monóxido de carbono e o dióxido de carbono são gases poluentes originados da queima de combustíveis fósseis (gasolina e diesel) e são muito  prejudiciais ao aparelho respiratório do ser humano. A inalação destes gases pode provocar o surgimento de algumas destas doenças.

 

 

Fonte: www.infoescola.com/

'           www.mundoeducacao.
            www.dombosco.com.br/
            www.suapesquisa.com/


Questões de vestibulares sobre o Sistema respiratório humano

 

1)  (UNESP) Vários atletas do continente americano foram convidados a participar de uma competição de atletismo na cidade do Rio de Janeiro. Assim que os atletas desembarcaram no Aeroporto Internacional, eram submetidos a vários testes e exames, um dos quais o hemograma. Um determinado atleta tendo perdido seu passaporte durante a viagem, alegou ser mexicano e que morava na Cidade do México.

a) Qual o elemento figurado do sangue que, analisado através do hemograma deste atleta, possibilita acreditar na sua origem?
b) Justifique sua resposta.

2)  (FUVEST) Jogadores de futebol que vive em altitudes próximas ao nível do mar sofrem adaptações quando jogam em cidades de grande altitude. Algumas adaptações são imediatas, outras só ocorrem após uma permanência de pelo menos três semanas. Qual alternativa inclui as realizações imediatas e as que podem ocorrer em longo prazo?

a) aumentam a freqüência respiratória, os batimentos cardíacos e a pressão arterial, em longo prazo diminui o número de hemácias;
b) diminuem a freqüência respiratória e os batimentos cardíacos; diminui a pressão arterial, em longo prazo aumenta o número de hemácias
c) aumentam a freqüência respiratória e os batimentos cardíacos; diminui a pressão arterial em longo prazo diminui o número de hemácias;
d) aumentam a freqüência respiratória, os batimentos cardíacos e a pressão arterial, em longo prazo aumenta o número de hemácias;
e) diminuem a freqüência respiratória, os batimentos cardíacos e a pressão arterial, em longo prazo aumenta o número de hemácias.

3)  Por que a inalação do monóxido de carbono pode ocasionar até a morte?

4)  (UECE) Nos mamíferos, incluindo o homem, o percurso do ar inspirado, nos pulmões é:

a) bronquíolos ® brônquios ® alvéolos;
b) brônquios ® bronquíolos ® alvéolos;
c) alvéolos ® brônquios ® bronquíolos;
d) bronquíolos ® alvéolos ® brônquios.
e) n.d.a.

 

5) O que é fosforilação oxidativa?

6) (UFF-RJ) Descreva o caminho que o ar atmosférico percorre no aparelho respiratório humano, citando seus segmentos anatômicos e explicando a diferença na composição do ar inspirado e expirado.

7) (UERJ) Responda as questões abaixo sobre a respiração humana.

a) De que maneira o muco secretado pela nossa traquéia protege nosso aparelho respiratório?
b) Qual a seqüência de eventos que ocorre no nosso organismo durante a inspiração e expiração?
c) A epiglote e as cordas vocais são importantes estruturas do aparelho respiratório. Onde se localizam? Qual a função de cada uma?
d) Como o oxigênio e o gás carbônico são transportados através do sangue? 

8) ((FUVEST) Que relação existe entre respiração pulmonar e respiração celular?

9)  (VUNESP) Leia atentamente o texto a seguir:

"Respirar é uma ação automática. Nós respiramos enquanto estamos acordados ou dormindo sem que, para isso, tenhamos que fazer qualquer esforço consciente. Podemos variar o ritmo da respiração, como em geral acontece quando paramos para pensar sobre isso, e podemos conscientemente respirar mais profundamente". O que não podemos fazer é parar de respirar por mais de um minuto. Se a respiração é contida por muito tempo, nosso encéfalo assume o controle, enviando automaticamente impulsos nervosos ao diafragma e aos músculos intercostais, instruindo-os a se contraírem. O ritmo e a profundidade da respiração também são controlados quimicamente. Durante o esforço, os músculos aumentam a produção de gás carbônico, que começa a se acumular no sangue. O centro respiratório do bulbo detecta esse aumento e acelera o ritmo e a profundidade dos movimentos respiratórios de maneira a eliminar o excesso indesejável de gás carbônico através dos pulmões."". 

Responda:

a) Por que respiramos diferentemente quando estamos dormindo e quando corremos?
b) Qual o principal mecanismo que nosso corpo usa para informar a necessidade de mudar o ritmo respiratório? 

10)  (VUNESP) Em condições normais e encontrando-se desperta, uma pessoa pode parar de respirar na hora em que desejar fazê-lo.
A pessoa seria capaz de produzir anoxia total simplesmente parando de respirar? Justifique a sua resposta. 

 

11) (FUVEST) Em relação ao processo respiratório de uma grávida e o seu feto em desenvolvimento, responda:

 

a) O comportamento da hemoglobina humana em relação ao gás oxigênio é muito diferente no adulto e no feto. Qual é essa diferença? Por que essa diferença é necessária em mamíferos placentários?

b) É muito comum que mulheres apresentem um quadro de anemia durante a gravidez. As mulheres anêmicas queixam-se de cansaço constante, além de uma acentuada "falta de ar". Essa condição em geral pode ser tratada por meio da ingestão de sais de ferro, ou de uma dieta rica em ferro. Explique de que forma a dose extra de ferro alivia os sintomas de falta de ar. 

 

12)  (FUVEST) O monóxido de carbono (CO) é absorvido nos pulmões e reage com a hemoglobina do sangue, com a qual forma um complexo (COHb) 210 vezes mais estável do que a oxihemoglobina (O2Hb). Qual o prejuízo imediato para as células decorrente da inalação de CO por uma pessoa? Explique. 

 

13)  (UNICAMP) Um atleta morador da cidade de São Vicente, SP (nível do mar), deveria participar de um evento esportivo em La Paz, Bolivia (3 650 m de altitude). Foi sugerido que ele viajasse semanas antes para esta cidade. Explique, em termos fisiológicos, a razão da sugestão dada.

 

14)  (VUNESP) Ministério da Saúde adverte: 

 

FUMAR PODE CAUSAR CÂNCER DE PULMÃO, BRONQUITE CRÔNICA E ENFISEMA PULMONAR.


Os maços de cigarros fabricados no Brasil exibem advertências como essa. O enfisema é uma condição pulmonar caracterizada pelo aumento permanente e anormal dos espaços aéreos distais do bronquíolo terminal, causando a dilatação dos alvéolos e a destruição da parede entre eles e formando grandes bolsas, como mostram os esquemas a seguir:


a) Explique por que as pessoas portadoras de enfisema pulmonar têm sua eficiência respiratória muito diminuída.
b) Faça uma breve descrição de como o nefasto hábito de fumar está associado ao desenvolvimento de câncer de pulmão, garantindo que em seu texto apareçam, de forma relacionada, os seguintes conceitos: tumor, mutação, fumo, proliferação celular descontrolada, genes reguladores da divisão celular. 

 

15) Os órgãos que compõem o sistema respiratório são respectivamente:

 

a) nariz, esôfago, traqueia, epiglote, brônquio, bronquíolo e alvéolo. 

b) nariz, epiglote, glote, faringe, laringe, traqueia, bronquíolo, brônquio, alvéolo. 

c) nariz, glote, laringe, traqueia, faringe, brônquio, bronquíolos e alvéolos. 

d) nariz, epiglote, glote, faringe, laringe, traqueia, brônquios, bronquíolos, alvéolos.

 

16) A função do nariz não é simplesmente a entrada e saída do ar. O nariz também tem função de:

 

a) aquecer, umidificar e filtrar o ar. 

b) aquecer e filtrar o ar. 

c) aquecer e umidificar o ar. 

d) umidificar e filtrar o ar. 

e) nenhuma das alternativas está correta.

 

17) Para formar a respiração, a função dos músculos é essencial tanto na inspiração quanto na expiração. Esses músculos são respectivamente:

 

a) inspiração: músculo diafragma e intercostais externos. 

b) expiração: músculo diafragma e intercostais externos. 

c) inspiração: músculos abdominais e intercostais internos. 

d) expiração: músculos abdominais e intercostais internos. 

e) alternativas b e c estão corretas.

 

18)  O processo pelo qual a troca dos gases oxigênio e gás carbônico nos alvéolos ocorre é por:

 

a) difusão. 

b) osmose. 

c) transporte passivo. 

d) nenhuma das anteriores.

 

19)  (UECE) A pressão de O2 e o pH são responsáveis pela afinidade da hemoglobina pelo oxigênio. Comparando estes dois parâmetros nos pulmões e nos tecidos do corpo, podemos afirmar corretamente que nos pulmões:

 

a) o pH é maior que nos tecidos e a pressão de O2 também é maior.

 

b) o pH é maior que nos tecidos e a pressão de O2 é menor.

 

c) o pH é menor que nos tecidos e a pressão de O2 também é menor.

 

d) o pH é menor que nos tecidos e a pressão de O2 é maior.

 

20)  (UFV) A figura abaixo representa os componentes do sistema respiratório humano. As estruturas numeradas de I a correspondem, respectivamente, a:

a) laringe, faringe, bronquíolos, traqueia, brônquio.

b) laringe, faringe, traqueia, brônquio, bronquíolos.

c) faringe, laringe, bronquíolos, traqueia, brônquio.

d) faringe, laringe, traqueia, brônquio, bronquíolos.

e) faringe, laringe, traqueia, bronquíolos, brônquio.

21) (UFCG) O ar dos pulmões é constantemente renovado, de modo a garantir um suprimento contínuo de gás oxigênio ao sangue que circula pelos alvéolos pulmonares. Com relação a esse assunto, julgue os itens abaixo e assinale a alternativa correta:

 

a) O diafragma sobe e as costelas descem, aumentando o volume da caixa torácica e forçando o ar a entrar nos pulmões.

 

b) A entrada de ar nos pulmões denominada de inspiração dá-se pela contração da musculatura do diafragma e dos músculos intercostais.

 

c) Durante a expiração ocorre uma compressão da caixa torácica favorecendo a liberação do excesso de oxigênio.

 

d) Em regiões de altitudes elevadas a respiração é facilitada devido à baixa tensão de oxigênio no ar.

 

e) A atividade muscular, relativamente intensa, aumenta a taxa de CO2 no sangue, e consequentemente reduz a frequência respiratória.

 

22)  (PUC-RIO) Os pulmões dos mamíferos não possuem capacidade de movimento próprio. Assim, necessitam da movimentação de um músculo específico denominado diafragma. Identifique o mecanismo através do qual ocorre a entrada e a saída de ar dos pulmões.

 

a) Quando o músculo cardíaco se contrai, o volume da caixa torácica aumenta, provocando a expulsão de ar dos pulmões.

 

b) Quando o diafragma se contrai, o volume da caixa torácica diminui, aumentando a pressão interna pulmonar e forçando a entrada de ar nos pulmões.

 

c) Quando o diafragma se contrai, o volume da caixa torácica aumenta, diminuindo a pressão interna pulmonar e forçando a entrada do ar nos pulmões.

 

d) Quando os músculos intercostais se contraem, o volume da caixa torácica aumenta, provocando a expulsão de ar dos pulmões.

 

e) Quando o músculo peitoral se distende, o volume da caixa torácica diminui, promovendo a entrada do ar nos pulmões.

 

23) (PUC-PR) A respiração é o fenômeno vital pelo qual os seres vivos extraem a energia química armazenada nos alimentos e a utilizam nos seus diversos processos metabólicos. No mecanismo respiratório, os animais podem efetuar as trocas gasosas com o ambiente, de várias maneiras. Assim temos os exemplos de animais com o correspondente tipo de respiração:

 

(1) minhoca

 

(2) tubarão

 

(3) gafanhoto

 

(4) galinha

 

(5) aranha

 

(   ) respiração filotraqueal

 

(   ) respiração traqueal

 

(   ) respiração cutânea

 

(   ) respiração branquial

 

(   ) respiração pulmonar

 

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:

 

a) 3 – 5 – 4 – 2 – 1.

 

b) 5 – 3 – 2 – 4 – 1.

 

c) 3 – 4 – 5 – 1 – 2.

 

d) 5 – 3 – 1 – 2 – 4.

 

e) 1 – 2 – 3 – 4 – 5.

 

24) (PUC-RJ-2000) Examine as afirmativas abaixo, relativas à respiração humana: 

 

I. Ela é responsável pela absorção de oxigênio (O2) e liberação de gás carbônico (CO2). 

II. O feto humano respira através de brânquias enquanto está na bolsa amniótica e, a partir do oitavo mês, 

as brânquias se transformam em pulmões. 

III. O sangue se utiliza dos glóbulos brancos para transportar o oxigênio, pois estes aumentam bastante a 

capacidade do sangue de transportar gases. 

IV. O ar penetra pelo nariz e passa pela faringe, laringe, traqueia, brônquios, bronquíolos e alvéolos, onde se dá a troca dos gases. 

 

Estão corretas somente as afirmativas: 

 

a) I e II 

b) II e III 

c) I e IV 

d) I, III e IV 

e) II, III e IV.

 

25) ) (PUC-RJ-2001) A respiração é a troca de gases do organismo com o ambiente. Nela o ar entra e sai dos pulmões graças à contração do diafragma. Considere as seguintes etapas do processo respiratório no homem: 

 

I. Durante a inspiração, o diafragma se contrai e desce aumentando o volume da caixa toráxica. 

II. Quando a pressão interna na caixa toráxica diminui e se torna menor que a pressão do ar atmosférico, o ar penetra nos pulmões. 

III. Durante a expiração, o volume toráxico aumenta, e a pressão interna se torna menor que a pressão do ar atmosférico. 

IV. Quando o diafragma relaxa, ele reduz o volume toráxico e empurra o ar usado para fora dos pulmões. 

Assinale as opções corretas: 

 

(A) I e II. 

(B) II, III e IV. 

(C) I, II e III. 

(D) I, II e IV. 

(E) Todas

 

26) ) (UFRJ-2003) O encéfalo humano é um dos órgãos que apresentam maior irrigação sangüínea. Isto está relacionado ao fato de suas células demandarem grande quantidade de energia. 

 

Explique de que maneira o grande volume de sangue contribui para a produção de energia nas células do 

encéfalo humano.

 

27)  (UEPB-2006) Num incêndio é comum o indivíduo morrer, antes por asfixia, do que por queimaduras. Tal situação ocorre, porque: 

 

a) a fumaça destrói os leucócitos. 

b) as plaquetas são destruídas na presença do monóxido de carbono. 

c) a hemoglobina combina-se com o monóxido de carbono, formando um composto estável, tornando-se irrecuperável. 

d) a hemoglobina combina-se com todo o oxigênio disponível. 

e) a hemoglobina, nessa situação, só transporta dióxido de carbono. 

 

28) ) (PUC - RJ-2008) A FIFA (Fédération Internationale de Football Association) proibiu a realização de jogos de futebol em altitudes acima de 2.500 metros, com o argumento de que os jogadores que vivem em altitudes mais baixas têm menor chance de apresentar um desempenho bom quando jogam em maiores altitudes. 

A preocupação está vinculada, principalmente, aos problemas respiratórios sistêmicos que as populações que não vivem nestas altitudes podem apresentar. O motivo que justifica essa decisão da FIFA é que, em altas altitudes, a pressão do ar é: 

 

a) maior, o ar é menos rarefeito e a dificuldade de respirar maior. 

b) maior, o ar é mais rarefeito e a dificuldade de respirar é maior. 

c) igual à do nível do mar, o ar é mais rarefeito e a dificuldade de respirar maior. 

d) menor, o ar é menos rarefeito e a dificuldade de respirar menor. 

e) menor, o ar é mais rarefeito e a dificuldade de respiração é maior.

 

29) ) (VUNESP-2010) Dados da Organização Mundial de Saúde indicam que crianças filhas de mães fumantes têm, ao nascer, peso médio inferior ao de crianças filhas de mães não-fumantes. 

 

Sobre esse fato, um estudante fez as seguintes afirmações: 

 

I. O cigarro provoca maior concentração de monóxido de carbono (CO) no sangue e provoca constrição dos vasos sanguíneos da fumante. 

II. O CO se associa à hemoglobina formando a carboxiemoglobina, um composto quimicamente estável 

que favorece a ligação da hemoglobina ao oxigênio. 

III. O oxigênio, ligado à hemoglobina, fica indisponível para as células e desse modo o sangue materno chega à placenta com taxas reduzidas de oxigênio. 

IV. A constrição dos vasos sanguíneos maternos diminui o aporte de sangue à placenta, e desse modo reduz-se a quantidade de oxigênio e nutrientes que chegam ao feto. 

V. Com menos oxigênio e menos nutrientes, o desenvolvimento do feto é mais lento, e a criança chegará 

ao final da gestação com peso abaixo do normal.

 

Sabendo-se que a afirmação I está correta, então podemos afirmar que:

 

a) a afirmação II também está correta, mas esta não tem por consequência o contido na afirmação III. 

b) as afirmações II e III também estão corretas, e ambas têm por consequência o contido na afirmação V. 

c) a afirmação III também está correta, mas esta não tem por consequência o contido na afirmação V. 

d) a afirmação IV também está correta e tem por consequência o contido na afirmação V. 

e) as afirmações II, III e IV estão corretas, e têm por consequência o contido na afirmação V.

 

30) ) (Mack-2007) Assinale a alternativa correta a respeito do processo respiratório. 

 

a) Nos indivíduos terrestres, a troca de gases com o meio ocorre por difusão simples, enquanto nos animais aquáticos essa troca é feita por transporte ativo. 

b) Os pigmentos respiratórios são proteínas exclusivas de animais vertebrados, capazes de aumentar a eficiência do transporte de gases e permitir que esses animais sejam homotermos. 

c) A respiração cutânea ocorre em animais aquáticos e em alguns animais terrestres como os aracnídeos. 

d) Em insetos, não há um órgão específico que realize as trocas gasosas. Sendo assim, o O2 é levado diretamente a cada célula do corpo. 

e) A superfície de troca de uma brânquia é pequena, sendo pouco eficiente na absorção de O2. 

 

31) (FGV-2004) Um atleta em repouso prepara-se para o início da corrida. Faz alguns exercícios para aquecimento e põe-se a correr. Com a atividade muscular intensa, a taxa de _________________ aumenta em decorrência da respiração celular, o que provoca _________________do pH sanguíneo. Essa alteração do pH sanguíneo estimula o centro respiratório, que origina impulsos nervosos que vão 

_____________. O ritmo respiratório intensifica-se promove a eliminação mais rápida do CO2 e a captação O2 para o sangue. 

 

Assinale a alternativa que completa corretamente os espaços do texto. 

 

a) gás carbônico ... uma redução ... contrair o diafragma os músculos intercostais 

b) oxigênio ... um aumento ... contrair o diafragma e músculos intercostais 

c) gás carbônico ... um aumento ... contrair o diafragma e os músculos intercostais 

d) oxigênio ... um aumento ... contrair os alvéolos pulmonares 

e) gás carbônico ... uma redução ... contrair os alvéolos pulmonares 

 

32)  (Unicamp-1998) Os fumantes causam maiores danos às suas vias e superfícies respiratórias ao introduzir nelas partículas de tabaco e substâncias como nicotina em concentrações maiores do que as existentes no ar. Essas substâncias inicialmente paralisam os cílios na traquéia e brônquios e posteriormente os destroem. Além disso, a nicotina provoca a liberação excessiva de adrenalina no sangue aumentando o risco de acidentes vasculares. 

a) A que tipo de tecido estão associados os cílios? 

b) Qual é a conseqüência da paralisação e destruição dos cílios das vias respiratórias? 

c) Explique como os efeitos fisiológicos da liberação da adrenalina podem aumentar os riscos de acidentes 

vasculares. 

d) Onde é produzida a adrenalina? 

 

33)  que é a ventilação pulmonar?

 

a) É a passagem do ar nas vias respiratórias.

b) É a circulação do ar no corpo humano.

c) É o acto de circulação do ar.

d) É a presença do ar dentro do pulmões.

 

34) Assinale a alternativa que apresenta uma alteração do sistema respiratório relacionada ao envelhecimento. 

 

a) Diminuição do tamanho da via aérea.

b) Diminuição do diâmetro anteroposterior do tórax.

c) Aumento do reflexo da tosse.

d) Diminuição da complacência pulmonar. 

e) Aumento da velocidade do fluxo expiratório.

 

35) Sobre Doenças Respiratórias Crônicas, analise as assertivas a seguir, assinalando V, se verdadeiro, ou F, se falso.( ) A rinite pode ser considerada a doença de maior prevalência entre as doenças respiratórias crônicas e problema global de saúde pública, acometendo cerca de 40% da população em geral.( ) A pneumonia, a bronquiolite e a tuberculose, por causarem cicatrizes nas vias aéreas, também podem ser consideradas fatores de risco, com impacto significativo para as doenças respiratórias crônicas.( ) Nas crianças, para as quais não há consenso sobre a definição de sintomático respiratório, a presença de tosse por três meses e/ou sibilância (uma semana/mês) e/ou com radiografia de tórax com alteração persistente é sugestiva de doença respiratória crônica.A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é: 

 

a) V – V – V.

b) V – F – V.

c) F – F – V.

d) F – F – F. e) F – V – V.

 

36) A coluna da esquerda apresenta alguns transtornos respiratórios e a da direita, os conceitos desses transtornos. Numere a coluna da direita de acordo com a da esquerda.

 

1 – Pneumonia

2 – Atelectasia

3 – Enfisema pulmonar

4 – Asma( ) Fechamento ou colapso dos alvéolos.

 

( ) Processo inflamatório crônico das vias aéreas superiores.

( ) Distensão anormal dos espaços aéreos distais aos bronquíolos terminais, com destruição das paredes alveolares.

( ) Processo inflamatório que acomete o parênquima pulmonar, geralmente causado por microrganismos patogênicos.Marque a sequência correta.

 

 a) 4, 2, 1, 3

 b) 3, 1, 2, 4

 c) 2, 4, 3, 1

 d) 1, 3, 4, 2

 


Gabarito:


1) a) Hemácia

     b) Indivíduos provenientes de regiões de elevada altitude possuem um número maior de hemácias, para compensar a baixa pressão parcial do O2, nessas regiões onde o ar é rarefeito.

2) D

3) Ele se combina com a hemoglobina, formando carboxiemoglobina, composto estável que não transporta mais o oxigênio.

4) B      

5) Síntese de ATP (adenosina trifosfato) utilizando energia obtida nas oxidações celulares.

6) O ar penetra pelas fossas nasais, passa pela faringe, laringe e traquéias e chegando aos pulmões, onde segue pelos brônquios e bronquíolos até chegar aos alvéolos, onde ocorrem as trocas gasosas. A diferença entre o ar inspirado e expirado está na concentração de oxigênio e gás carbônico. No ar inspirado há maior quantidade de oxigênio e menor de gás carbônico. No ar expirado ocorre o contrário, há maior concentração de gás carbônico e menor de oxigênio.

7) a) O muco retém partículas poluentes e agentes infecciosos que podem causar lesões no aparelho respiratório

 

b) Durante a inspiração ocorre a contração do diafragma (abaixamento) e elevação das costelas. Estes movimentos aumentam o volume da caixa torácica, a pressão do ar no interior dos pulmões diminui facilitando a entrada do ar.

Na expiração ocorre o relaxamento do músculo diafragma e dos músculos intercostais, diminui o volume da caixa torácica que ao se contrair, expulsa o ar existente no interior dos pulmões.

 

c) Tanto a epiglote como as cordas vocais localizam-se na laringe. A epiglote - fecha a glote durante a deglutição evitando a entrada de alimento no canal respiratório. As cordas vocais estão ligadas com a fonação.

 

d) Oxigênio é transportado principalmente associado à hemoglobina no interior dos glóbulos vermelhos (cerca de 97 %).

Gás carbônico é transportado dissolvido no plasma (mais ou menos 10%), associado à hemoglobina (mais ou menos 20%) e dissolvido na forma de íon bicarbonato (cerca de 70%).

 

8) Os pulmões são os órgãos respiratórios responsáveis pela hematose, transformação do sangue venoso em arterial. O oxigênio transportado às células, nelas penetra e atinge as mitocôndrias, onde ocorrerá a respiração celular, que leva a produção de energia.

 

9) a) Quando estamos dormindo a atividade fisiológica é menor, logo, produz menos gás carbônico e o movimento respiratório é mais lento.

 

b) Quando o nível de gás carbônico é alto no sangue, isso é captado por células quimiorreceptoras localizadas na aorta e nas carótidas. O bulbo recebe os estímulos e coordena o ritmo respiratório, estimulando os movimentos de inspiração e expiração, eliminando o gás carbônico a absorvendo mais oxigênio.

 

10) Não. Chega um momento que o centro respiratótio (bulbo raquidiano), em função da acidificação do sangue (excesso de gás carbônico), assume o controle dos movimentos respiratórios.

 

11) a) A hemoglobina fetal (Hbf) apresenta maior afinidade pelo oxigênio do que a hemoglobina materna. Isso explica a grande captação deste gás pelo sangue fetal ao nível da placenta durante a gestação. Essa maior afinidade da hemoglobina fetal garante a perfeita oxigenação embrionária e fetal durante a gestação dos mamíferos placentários.

 

b) A mulher grávida possui um consumo maior de oxigênio devido à presença do feto. Uma dieta rica em ferro aumenta a formação da hemoglobina e, portanto, permite o transporte de mais oxigênio, o que reduz a sensação de "falta de ar".

 

12) O CO combinado com a hemoglobina impede esta de transportar oxigênio, para as células causando sua morte por asfixia.

 

13) O grande problema enfrentado pelo atleta é o oxigênio rarefeito em grandes altitudes. Para solucionar tal problema, foi sugerido a ele que viajasse semanas antes para La Paz. Este período de adaptação tem por finalidade fazer com que o organismo aumente o número médio de glóbulos vermelhos no sangue. Desta forma, haverá maior rendimento na captação do oxigênio rarefeito, e não ocorrerão problemas na respiração celular e na obtenção de energia.

 

14) a) Com o rompimento das paredes dos alvéolos e a formação de grandes bolsas, as áreas onde ocorrem às trocas gasosas diminuem causando a deficiência respiratória.

 

b) Substâncias químicas carcinogênicas, presentes na fumaça dos cigarros, provocam mutações nos genes reguladores que controlam as divisões celulares nas células pulmonares. Este fato pode acarretar uma proliferação celular descontrolada originando tumores malignos.

 

15) D     16) A    17) A     18) A     19) A     20) D     21) B    22) C     23) D     24) C    25) D

 

26) A circulação sanguínea transporta glicose e gás oxigênio necessários à produção de energia pelas células do encéfalo. 

 

27) C     28) E     29) D     30) D     31) A  

 

32) a) Tecido epitelial.

b) Dificulta a eliminação do muco superficial, que contém impurezas inaladas.

c) A adrenalina provoca vasoconstrição, aumentando a pressão arterial e, conseqüentemente, os riscos de acidentes vasculares (por exemplo, ruptura de vasos).

d) A adrenalina é produzida na medula das glândulas suprarenais (ou adrenais) e pelas terminações do sistema nervoso autônomo simpático.

 

33) B      34) A     35) E      36) C