Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\ervas e doencas\aborto_arquivos\image001.jpg

Voltar a pagina inicial

Trombose

Fone 43 3325 5103

Remédio caseiro para trombose

 

Um ótimo remédio caseiro para trombose é o chá de ginkgo pois esta planta medicinal possui propriedades estimulantes da circulação sanguínea e anti-trombóticas.

Esse tratamento caseiro não substitui o tratamento medicamentoso quando for prescrito pelo médico.

Ingredientes

1 litro de água

4 colheres (de sobremesa) de folhas de ginkgo

Modo de preparo

Colocar a água para ferver e depois adicionar as folhas de ginkgo. Deixar amornar, coar e beber 2 xícaras do chá por dia, após as refeições.

A trombose é a formação de coágulos de sangue ou trombos no interior de veias ou artérias devido a varizes, uso de medicamentos hormonais ou pela permanência na mesma posição durante muito tempo.

Este remédio caseiro para trombose não deve substituir o tratamento que é feito com medicamentos anticoagulantes e o indivíduo deve adotar alguns cuidados como evitar ficar sentado com as pernas para baixo e usar sempre meias de compressão elástica como as meias Kendall.

 

Atenção: Este remédio caseiro para trombose está contraindicado em indivíduos que tomam algum remédio anti-agregante plaquetário como Aspirina, Agrevox, Cilostazol ou Ticlopidina, por exemplo, por isso não se deve tomar este chá sem antes perguntar ao médico cardiologista.

 

Dor no local (estando o indivíduo em repouso ou durante o movimento);

Inchaço no local afetado;

Veias superficiais dilatadas;

Palidez ou cianose (cor azulada) da pele;

Aumento da temperatura no local;

Dor à palpação do trajeto da veia suspeita de ter o coágulo.

Principais causas de trombose

Permanecer muitas horas sentado (por exemplo: em viagem ou trabalho);

Ficar acamado;

Imobilizações por fratura acima de 7 dias (aumenta os riscos de trombose nas pernas);

Cirurgias;

Pouco fluxo sanguíneo em veia profunda;

Gravidez (as primeiras 6 semanas após o parto);

Fibrilação atrial;

Varizes;

Obesidade;

Uso de anticoncepcional ou terapia hormonal;

Cateter venoso central implantado;

Cigarro.

Descrição: Remédio caseiro para trombose

Foto: Reprodução

Dicas de tratamento para trombose

Repouso é a primeira coisa que deverá fazer o indivíduo com trombose. No caso desse problema nas pernas, mantenha-as elevadas e use meia elástica. Massageadores pneumáticos intermitentes também são importantes para o tratamento.

Métodos de prevenção de trombose

A cada duas horas que estiver parado, levante-se para caminhar um pouco, caso não seja possível, movimente os pés para cima e para baixo várias vezes, a cada 30 minutos;

Pare de fumar;

Realize caminhadas diariamente (de no mínimo 20 minutos);

Use meias elásticas durante viagens com mais de 8 horas de duração;

Evite comer em demasia alimentos ricos em vitamina K;

Não beba muito café;

Evite bebidas alcoólicas.

Tratamento caseiro

O indivíduo deve fazer a ingestão diária de:

1 colher de sopa de suco de limão;

1 colher de sopa de suco de gengibre (sem adição de água);

1 dente de alho cru.

Esses ingredientes aceleram e melhoram a circulação sanguínea.

Dica: beba pelo menos 2 litros de água por dia e mantenha uma dieta à base de peixes (no mínimo 4 vezes por semana).

Receita de remédio caseiro – Chá de ginkgo biloba

A ginkgo biloba é uma planta medicinal que estimula a circulação sanguínea e por isso tem uma ação antitrombose no organismo humano. A planta é muito utilizada em produtos farmacêuticos devido às suas múltiplas propriedades benéficas para a saúde humana.

O chá de ginkgo biloba é fácil de fazer, confira:

– 1 litro de água;
– 4 colheres de sobremesa de folhas de ginkgo biloba;

Ferva a água e depois adicione as folhas da planta, aguarde por cerca de 5 minutos, coe a mistura e o chá estará pronto para consumo. Deve ser consumido em duas xícaras por dia, preferencialmente após as refeições (almoço e jantar).

Outros auxiliadores contra a trombose

Pimenta caiena: Diluente natural do sangue. Normaliza a pressão sanguínea e promove a circulação no corpo, além disso, reduz o colesterol;

Alecrim: Baixa a pressão arterial, aumenta o fluxo do sangue, contém vitamina B6 e é excelente para tratar varizes e trombose;

Solidéu: Da mesma família da hortelã, é uma planta com múltiplos compostos anti-inflamatórios e antioxidantes e, por isso, diminui a dor provocada pela trombose de forma bastante significativa.


Descrição: doença tromboseResumo sobre trombose

A trombose é uma doença caracterizada pela formação de coágulos no interior dos vasos sanguíneos. Esses coágulos, também chamados de trombos, podem se formar em veias ou artérias e se desprender entupindo outros vasos do corpo. O tipo mais comum de trombose é a trombose venosa profunda. A trombose arterial pode causar infarto do miocárdio e AVC. Outra condição importante é a embolia pulmonar.

Na Europa, cerca de 1,5 milhão de pessoas apresentam a doença, que resulta em mais de 500 mil mortes por ano. Nos EUA, o número de afetados chega a 2,6 milhões. No Brasil, cerca de 170 mil pacientes apresentam a doença, sendo que 40% desses não sabem identificar os sintomas. As causas principais da trombose são alterações na coagulação do sangue (condição conhecida como hipercoabulabilidade), alterações na hemodinâmica (fluxo sanguíneo) e lesões aos vasos.

Descrição: http://www.criasaude.com.br/data/dataimages/Upload/cigarro1.jpg

As alterações na coagulação do sangue podem ser ocasionadas por situações como tabagismo, obesidade, uso de contaceptivos hormonais, gravidez e herança genética.
Os sintomas são difíceis de serem detectados, o que torna a doença muito perigosa. Quando eles aparecem podem ser dores e inchaço nos membros inferiores, vermelhidão e calor. A trombose pode se manifestar em diferentes veias do sistema cardiovascular, como na carótida, coronárias, veias dos membros inferiores, etc.
O diagnóstico é normalmente feito pela análise dos sintomas e através de testes de imagem do interior dos vasos saguíneos.

A trombose quando não controlada resulta em graves conseqüências, como síndrome pós-embólia, inchaço, aumento de infecções, embolia pulmonar e morte. O objetivo do tratamento é a redução da formação de trombos ou quebra dos mesmos, com o uso de anticoagulantes, como warfarina e enoxaparina.

Descrição: trombosePlantas medicinais, como hamamélis, e produtos homeopáticos, como Bothrops, ajudam a fluidificar o sangue e evitar estagnações.

É importante que você siga corretamente as orientações médicas com relação à tomada dos medicamentos para evitar conseqüências como hemorragias. Procure sempre se movimentar e praticar exercícios para auxiliar o fluxo sanguíneo. Evitar o sobrepeso e tabagismo são importantes medidas para prevenir a trombose.

Ler a sequência: definição de trombose

Perguntas e Respostas
“Gostaria de saber qual analgésico para dor de cabeça pode ser tomado sem potencializar o efeito do Xarelto. Quais medicamentos para dor são permitidos? Os medicamentos que contem Dipirona na fórmula podem causar taquicardia?"

Descrição: http://www.criasaude.com.br/data/dataimages/Upload/Adriana.JPGResposta do farmacêutico (por Adriana Sumi)
A escolha do analgésico mais adequado para cada caso, principalmente quando há outras doenças envolvidas e outros tratamentos medicamentosos, envolve a análise de vários dados, como: estado atual de saúde, histórico médico da pessoa e familiares, outros problemas de saúde existentes e medicamentos tomados. O profissional  que deve avaliar isto para você é seu médico, aqui podemos dar algumas informações sobre alguns analgésicos, mas somente o médico poderá dizer qual o mais adequado para o seu caso.

O Xarelto (rivaroxabana) é um agente antitrombótico, que impede a formação do trombo, pois impede a coagulação do sangue no interior do vaso sanguíneo. Alguns analgésicos não devem ser tomados em conjunto com este tipo de medicamento por aumentarem o risco de sangramento, tais como o aspirina (ácido acetilsalicílico), ibuprofeno, dipirona sódica e naproxeno.

Medicamentos a base de paracetamol, pode ser utilizados em conjunto com antitrombóticos, no entanto é necessário avaliar se a pessoa não possui alguma contraindicação, como por exemplo problemas no fígado.