Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\ervas e doencas\aborto_arquivos\image001.jpg

Voltar a pagina inicial

Vermes intestinais 

Fone 43 3325 5103

 

Remédio caseiro para combater vermes

por Beatriz Helena

 

Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: http://static.bolsademulher.com/sites/default/files/styles/big-featured/public/medicina-alternativa/remedio-verme-capa.jpg?itok=PlCNRds_

Entre as verminoses mais comuns é possível citar aquelas causadas pelos oxiúros, pelas solitárias, pelas amebas e pela tênia.

Leia também:
Como eliminar vermes e parasitas
P
orque o estômago ronca
B
enefícios da erva-de-santa-maria

A principal forma de contagio é pela ingestão dos ovos e, portanto, para evitar os vermes é preciso sempre lavar as mãos, cortar as unhas, lavar e desinfetar verduras e legumes e evitar o consumo de carnes cruas.

O tratamento das verminoses pode ser feito com medicamentos disponíveis em farmácias e receitados por especialistas. Porém, alguns ingredientes naturais possuem a capacidade de alterar o ph do meio intestinal e inviabilizar a proliferação dos vermes.

Confira quais são os remédios naturais que matam os vermes eficazmente.

 

Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: remedio-verme-alho.jpg

Remédio para matar verme

Pasta de alho

Rico em alicina, o alho tem a capacidade de destruir os ovos dos vermes.

Ingredientes:

  • 10 dentes de alho;

Modo de fazer:

Amasse os dentes de alho ate formar uma pasta e guarde em um recipiente com tampa na geladeira. Misture 1 colher de chá em 1 copo de água e tome todas as noites antes de dormir por 7 dias.

 

Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: alimentos-mau-halito-hortela_1.jpg

Rico em substâncias digestivas, a hortelã altera o ph do sistema gastrointestinal e inviabiliza a permanência dos vermes.

Ingredientes:

  • 4 galhos de hortelã;
  • 10 folhas de hortelã;
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 250 ml de leite desnatado;

Modo de fazer:

Ferva os ingredientes por 10 minutos. É importante deixar em fogo baixo e mexer sempre. Tome morno e em jejum. Repita o procedimento 7 dias depois da primeira ingestão.

 

Os chás com substâncias digestivas como o chá de erva-santa-maria e o de cáscara sagrada também apresentem efeitos para acabar com os vermes.

OS SINTOMAS DOS VERMES
. Comichão ou infecções no ânus;
. Comportamento agitado, nervoso e com um grau de irritação elevado;
. Dificuldade em dormir bem;
. Nas crianças, um sintoma claro é as mesmas dormirem com os olhos entreabertos;
. Apesar de se alimentar bem, em especial a criança continuar demasiado magra;
. Falta de apetite de forma constante;
. Dores na barriga, podendo ser acompanhada por diarreia sem justificação.
DICA
Sempre que tenha dor de barriga, diarreia e mais 2 ou 3 sintomas mencionados anteriormente, existe 95% de possibilidades de ser uma ténia alojada no intestino da vitima.
COMO EVITAR E FAZER A MELHOR PREVENÇÃO
. Regra fundamental, lavar sempre muito bem as mão depois de ir á casa de banho;
. Lavar sempre as mãos antes de qualquer refeição;
. Em muitas regiões é importante ferver a agua, antes de ser ingerida;
. As carnes devem ser consumidas sempre muito bem passadas;
. Comer fruta, vegetais, feijão e cereais, evita e combate o aparecimento dos vermes intestinais;
. Evite o excesso de consumo de produtos feitos á base de farinha refinada (pão, bolos, macarrão, etc…);
. Evite o consumo de produtos doces, as lombrigas adoram-nos;
. As roupas da pessoa infetada deverá ser bem lavada em água quente e se possível passada a ferro, para evitar a propagação dos vermes a outros membros do agregado familiar;
. Comer diariamente um dente de alho, é uma das melhores prevenções.
REMÉDIOS CASEIROS PARA AS LOMBRIGAS
. Tomar banho de imersão colocando na água quente folhas de eucalipto, deixe atuar durante 10 a 15 minutos. Depois do banho para finalizar, aplique um pouco de óleo de hamamélis em volta do ânus. Repita este tratamento caseiro 2 a 3 vezes por semana até a situação estar normalizada.
. Este remédio caseiro que lhe vamos apresentar é excelente para acabar com as malditas lombrigas ou ténias, é feito em duas vezes espaçado por 5 dias. Numa panela coloque 0,5 l de leite, um ramo de 6 pés de hortelã e deixe ferver 2 minutos. Passado alguns minutos e quando o preparado estiver morno acrescente uma colher e meia de sopa de mel. Tome o remédio natural em jejum, só ao fim de uma hora é que deve comer isto para que o preparado tenha o efeito desejado contra os vermes matando-os e eliminando-os, graças as suas propriedades vermífugo natural, repita novamente ao fim de 5 dias esta receita.

Erva-de-Santa-Maria: benefícios e propriedades medicinais

Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Erva-de-Santa-Maria - Chenopodium ambrosioides

 

Erva-de-Santa-Maria: benefícios e propriedades medicinais

 

Início » Ervas Aromáticas » Erva-de-Santa-Maria: benefícios e propriedades medicinais

 

Erva-de-Santa-Maria - Chenopodium ambrosioides

 

Erva-de-Santa-Maria – Chenopodium ambrosioides

 

A erva-de-Santa-Maria (Chenopodium ambrosioides) é uma planta medicinal também conhecida como ambrosina, apazote, epazote, mastruço, mastruz, ambrisina, ambrósia, ambrósia-do-México, chá-da-Espanha, chá-do-México, chá-dos-jesuítas, cravinho-do-campo, cravinho-do-mato, erva-embrósia, erva-do-México, erva-santa, lombrigueira, matruço, menstruço, herba sancti mariae, wormseed (inglês), dentre outros nomes populares. Pertence a família Chenopodiaceae.

Benefícios da erva-de-Santa-Maria

 

A erva-de-Santa-Maria não mata lombrigas como os nematelmintos, mas os paralisa de forma que eles possam ser eliminados do corpo. É usada combinada com outras ervas purgantes para eliminar tais lombrigas. A ambrosina contém um óleo essencial composto de até 70% de ascaridole, que confere a planta propriedades medicinais semelhantes ao boldo, com fortes características pungentes e consumido na medicina popular como um chá digestivo.

 

O chá da erva-de-Santa-Maria frio era usado para banhar bebês febris. A ambrosina é usada para encher colchões e colocada em sachês para repelir insetos. A erva é usada por nativos americanos como um cataplasma para tratar mordidas de cobra e feridas. O suco da erva é aplicado a hemorroidas. Em forma de lavagem, utilizada para tratar infecções fungosas como pé-de-atleta e lombriga.

 

Na culinária, a erva cozinhada juntamente com feijões, diminui os gases. Pode ser feito uma sopa com a erva, adicionando milho e moluscos. A erva-de-Santa-Maria é rica em vitamina B-2, vitamina C, cálcio, ferro, dentre outros nutrientes.

Contraindicações e efeitos colaterais da erva-de-Santa-Maria

 

O óleo essencial da erva-de-Santa-Maria já foi muito utilizado como vermífugo durante muito tempo, no entanto, outros vermífugos mais seguros para a saúde foram preteridos para uso em detrimento da erva-de-Santa-Maria. Doses grandes podem ser tóxicas e podem causar perda de audição, incontinência, vertigem e até levar a óbito. Só deve ser utilizada sob a supervisão de um profissional da saúde competente e em doses terapêuticas. Não deve ser utilizada durante a gravidez. A planta, apesar de possuir aroma forte, não é utilizada na aromaterapia, vez que possui toxicidade.

 

História e curiosidades

A erva-de-Santa-Maria é encontrada no sul do México, América Central e América do Sul. Já foi conhecida como “semente para vermes”, devido ao seu uso tradicional como um tratamento para parasitas intestinais. Inclusive um dos nomes popualres, Mastruz, faz referências aos benefícios da planta para eliminar vermes intestinais. A erva-de-Santa-Maria chegou a ser utilizada pelos astecas. A espécie Chenopodium ambrosioides faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.