Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\ervas e doencas\aborto_arquivos\image001.jpg

Voltar a pagina inicial

Vitamina B, deficiência

Fone 43 3325 5103

Tratamento natural para a anemia

Descrição: anemia-sintomas

Anemia

tratamento natural para a anemia

A palavra “anemia” deriva do grego, que significa “sem sangue”, a anemia é uma deficiência nos glóbulos vermelhos do sangue e/ou hemoglobina. Cada célula do nosso corpo requer oxigénio para funcionar normalmente. A anemia prejudica a capacidade do sangue para transferir oxigénio para os tecidos de todo o corpo. Além do corpo produzir muito poucos glóbulos vermelhos saudáveis​​, perde também muitos, ou seja, eles são destruídos mais rapidamente do que podem ser substituídos. Isso faz com que a pessoa se sinta muito cansada, tanto mental como fisicamente.
Existem várias formas de anemia. A forma mais comum é a anemia de deficiência em ferro, que afecta cerca de uma em cada cinco mulheres, mais frequentemente durante a gravidez. O corpo precisa de ferro para produzir hemoglobina, o componente de transporte de oxigénio dos glóbulos vermelhos. Sem ferro suficiente, os níveis de hemoglobina são baixos. Esta forma de anemia pode resultar de má alimentação (inadequada em ferro), perda de sangue (cirurgia, menstruação ou hemorróidas), doenças de má absorção como a doença celíaca, ou com o aumento das necessidades de ferro durante a gravidez.
Para além do ferro, o corpo necessita de folato e vitamina B12 para produzir glóbulos vermelhos saudáveis. A anemia com deficiência na vitamina B12 é chamada de anemia perniciosa. É mais comum entre os idosos e pessoas com distúrbios intestinais, o que prejudica a absorção de vitamina B12. A cirurgia bariátrica, as úlceras gástricas, os tumores de estômago e o consumo excessivo de álcool são factores de risco conhecidos para o desenvolvimento da anemia perniciosa. Certas doenças crónicas, como o cancro, a doença de Crohn, a insuficiência renal, a artrite reumatóide e outras desordens inflamatórias podem prejudicar a produção de glóbulos vermelhos do sangue, o que resulta em anemia.
A anemia aplásica é uma doença rara e potencialmente fatal, causada por uma redução na capacidade da medula óssea de produzir células sanguíneas. Isto pode resultar de quimioterapia, exposição à radiação, toxinas ambientais, gravidez e lúpus.
A anemia hemolítica é uma condição em que os glóbulos vermelhos do sangue são destruídos mais rapidamente do
que podem ser produzidos na medula óssea. Isto pode resultar de uma doença auto-imune e da utilização de certos medicamentos, tais como os antibióticos.
A anemia falciforme é uma forma hereditária de anemia, causada por uma forma defeituosa de hemoglobina que faz com que os glóbulos vermelhos do sangue adquiram uma forma anormal (foice). Estas células morrem prematuramente, resultando numa deficiência. Esta forma de anemia é mais comum entre os negros e os árabes.
A talassemia é uma outra forma de anemia causada por defeito da hemoglobina.

Sinais e Sintomas
• Dificuldade em pensar;
• Fadiga e fraqueza;
• Infecções frequentes;
• Dores de cabeça e tonturas;
• Irregularidade menstrual;
• Dormência nas extremidades;
• Pele e lábios pálidos;
• Falta de ar.
Se não for controlada, a anemia pode levar a um batimento cardíaco rápido ou irregular (arritmia), porque o coração trabalha mais para compensar a falta de oxigénio no sangue, podendo mesmo levar à insuficiência cardíaca congestiva. A anemia perniciosa não tratada pode levar a danos nos nervos e diminuição da função mental, e a vitamina B12 é importante não só para a saúde dos glóbulos vermelhos, como também para os nervos e para a função cerebral.
Algumas anemias hereditárias, como a anemia falciforme, podem ser graves e levar a complicações que envolvem risco de vida. Perder muito sangue rapidamente resulta em anemia aguda grave, que pode mesmo ser fatal.

Factores de Risco
• Alcoolismo: o álcool interfere com a absorção de ácido fólico;
• Anorexia e bulimia;
• Perda de sangue: cirurgia, períodos menstruais abundantes, úlceras e hemorróidas;
• História familiar: anemia falciforme e talassemia;
• Condições médicas: doença renal ou hepática, cancro, doenças auto-imunes e doenças de má absorção, tais como a doença de Crohn ou a doença celíaca, e cirurgia bariátrica;
• Medicamentos: medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides, como a aspirina e o ibuprofeno, podem causar hemorragia estomacal;
• Má alimentação: ingestão inadequada de ferro, ácido fólico e vitamina B12;
• Gravidez: as reservas de ferro são totalmente consumidas pelo bebé em desenvolvimento.
A anemia pode ser uma doença séria e requer cuidados médicos. Não se auto-diagnostique ou tome suplementos de ferro, a não ser que seja aconselhado pelo seu médico.
As recomendações para a anemia variam de acordo com a causa subjacente. As informações a seguir fornecidas estão relacionadas com a anemia devido à falta de ferro, ácido fólico ou vitamina B12.

Recomendações dietéticas
Alimentos a incluir:
• Alimentos ricos em ferro, como a carne orgânica (fígado de vitela), feijão, lentilhas, cereais, figos, ovos, melaço, levedura de cerveja, nozes e sementes;
• Alimentos ricos em folato, como os citrinos de cor verde escura, os legumes e os cereais;
• Vegetais de folhas verdes escuras (excepto o espinafre) são boas fontes de ferro e ácido fólico;
• A vitamina B12 encontra-se em carnes, produtos lácteos, peixe e ovos;
• Os alimentos ricos em vitamina C, como os citrinos, pimentos e bagas melhoram a absorção de ferro.

Alimentos a evitar:
• Carambola, ruibarbo, espinafre, acelga, beterraba, cebolinha, salsa e chocolate são alimentos ricos em ácido oxálico, o que inibe a absorção de ferro;
• O café reduz a absorção de ferro (mais de três chávenas por dia);
• O chá contém taninos, que inibem a absorção de ferro.

Sugestões de estilo de vida
• Faça exames médicos e análises clínicas regularmente e relate quaisquer alterações ao seu médico;
• Se você tiver anemia de deficiência em ferro, cozinhe os seus alimentos em panelas e frigideiras de ferro fundido, pois a comida vai absorver parte do ferro da panela.

Suplementos Recomendados
Folato: É um suplemento obrigatório para pessoas com deficiência em ferro e mulheres que tentam engravidar.
Dosagem: 800-1.200 mcg diárias.
Suplementos de Ferro: Devem ser tomados apenas nos casos de anemia com deficiência em ferro, porque o excesso de ferro pode ser perigoso.
Dosagem: 50-100 mg duas a três vezes ao dia. Procure quelatos de ferro, que são bem absorvidos e tolerados. Outras boas opções incluem o citrato de ferro, o gluconato e o fumarato.
A fibra pode reduzir significantemente a absorção do ferro dos alimentos. Tome suplementos de ferro com o estômago vazio ou com um pequeno lanche de alimentos com pouca fibra, como biscoitos, e se tomar suplementos de fibra, faça um intervalo de três horas entre estes e os suplementos de ferro.
Extracto de Fígado: É feito a partir de carne, e fornece uma fonte natural e rica de ferro e vitamina B12, folato e outros nutrientes. A dosagem é variável.
Complexos Multivitamínicos e Minerais: São altamente recomendados, pois existem muitos nutrientes necessários para a promoção de glóbulos vermelhos saudáveis​​. Além do ferro, vitamina B12 e ácido fólico, uma deficiência de vitamina A, B2, C, E, B6 ou de cobre pode conduzir a anemia.
Vitamina B12: Os suplementos são obrigatórios para pessoas que têm deficiência desta vitamina, tais como os idosos, os vegetarianos e as pessoas com problemas de má absorção (doença celíaca e doença de Crohn). Procure um suplemento do complexo B, que fornece 1.000-2.000 mcg diários. As pessoas com problemas de má absorção podem ter maiores benefícios com vitamina B12 sublingual (pequeno comprimido sob a língua), que é mais rapidamente absorvida. As pessoas com anemia perniciosa podem necessitar de injecções de vitamina B12 receitadas pelo médico.

Suplementos Complementares
Vitamina C: Aumenta a absorção do ferro dos alimentos. Também suporta a absorção de outros nutrientes. Dosagem: 100-500 mg. Para melhores resultados, tome com o seu suplemento de ferro.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
As formas hereditárias de anemia não podem ser evitadas, mas podem ser controladas com tratamentos médicos.
A anemia originada pela deficiência em ferro e vitamina B12 pode ser bem gerida com o seguinte:
1. Coma mais vegetais verdes folhosos, nozes, sementes, cereais integrais, feijões e leguminosas.
2. Considere a inclusão de carne e fígado de vitela na sua dieta alimentar, se tiver deficiência em ferro.
3. Reduza a ingestão de café e de chá.
4. Se tiver deficiência em ferro, opte por um suplemento com ferro, vitamina B12 e ácido fólico, juntamente com um complexo multivitaminas e mineral completo.
5. Consulte o seu médico e faça análises clínicas ao sangue regularmente.